GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quarta-feira, abril 30, 2008

Agência de risco dá grau de investimento ao Brasil

By on 30.4.08
Fonte: BBC

A agência de avaliação de risco Standard & Poor's concedeu ao Brasil nesta quarta-feira o título de grau de investimento. A Standard & Poor's elevou a nota atribuída à dívida de longo prazo do Brasil em moeda estrangeira para a categoria "BBB-". A nota é concedida a países pouco propícios à inadimplência e significa, na prática, que o Brasil oferece baixos ricos para investidores financeiros internacionais. A avaliação da moeda local passou de "BBB" para "BBB+". O rating de curto prazo em moeda estrangeira passou de "B" para "A3". "O aumento reflete a maturidade das instituições do Brasil e as políticas que vêm sendo implantadas, evidenciadas pela redução da carga fiscal e da dívida externa e pelas crescentes perspectivas de crescimento", afirmou a analista da S&P Lisa Schineller. "Resistência" O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse que a nova avaliação "mostra a crescente resistência da economia brasileira a choques externos". A analista da S&P advertiu, no entanto, que o Brasil deveria buscar uma maior redução na dívida governamental e um maior equilíbro em sua balança fiscal. "Políticas capazes de reduzir o nível e a rigidez dos atuais gastos governamentais fortaleceriam a situação fiscal do Brasil e facilitariam um declínio dos juros reais, com implicações positivas para o investimento e o crescimento e um maior declínio do fardo representado pela dívida", acrescentou Schineller. A elevação do Brasil à categoria de grau de investimento teve efeito imedidato. A Bolsa de Valores de São Paulo fechou com uma das maiores altas diárias recentes. O índice Ibovespa subiu 6,3% e terminou o dia com 67.869 pontos.

India convidada a fazer parte do programa Eurofighter.

By on 30.4.08

India invited to become a partner of the Eurofighter programme

India invited to become a partner of the Eurofighter programme

Fonte: india-defence.com

India is invited to join the Eurofighter programme as a new partner. This invitation was highlighted by Bernhard Gerwert, CEO of Military Air Systems, an integrated activity of EADS Defence & Security, during a high-level Eurofighter event in New Delhi on Thursday.

Gerwert said: "As part of our industrial cooperation offer, we invite India to become a member of the successful Eurofighter family. India is our partner of choice and we are interested in long-lasting political, industrial and military relations which will be based on a win-win partnership. Therefore the door is widely open for India." Gerwert explained to representatives of the Indian Ministry of Defence, the Indian Air Force, suppliers and media that the Eurofighter partners have intensive experiences in international cooperation because the combat aircraft is developed and manufactured as a quadronational programme from the very beginning.

Gerwert underlined that four nations, four air forces and the four leading European aerospace companies EADS, EADS Casa, BAE Systems and Alenia Finmeccanica fully support the Eurofighter campaign in India. Gerwert said: "We have a strong and committed international team and we will make sure that Eurofighter will be a major player in a fair and transparent competition." On behalf of the Eurofighter consortium and the industrial partners, EADS will deliver the Eurofighter bid proposal for the Medium Multi Role Combat Aircraft (MMRCA) competition in India on 28 April 2008.

The requirements of the Request for Proposal (RFP) concerning transfer of technology, license production and 50 percent offset are challenging, however, Gerwert pointed out: "We are ready to meet these challenges and we will satisfy the expectations of our customer. Our team is working extremely hard in order to meet these requirements." As a fast growing and dynamic country, India is not only regarded as a market but most importantly as a partner for joint industrial and military projects in the future. As a recent example, EADS Defence & Security and TATA announced in February 2008 to join forces for the Indian Army's US $1 billion Tactical Communications System.

The Eurofighter Typhoon is fully operational in four countries. With more than 700 orders from six customers (Germany, United Kingdom, Spain, Italy, Austria, Saudi Arabia), the Eurofighter Typhoon is a mature and stabile combat aircraft programme. Most impressive key feature of the Eurofighter Typhoon is its multi- and swing-role capability, which provides military commanders with enormous flexibility. This means that the aircraft can fly either air-to-air or air-to-ground missions or both sorties at the same time. In terms of weapons payload, the aircraft is capable of carrying six air-to-air missiles plus additional air-to-surface weapons such as Paveway II or GBU-10/-16, or external fuel tanks on seven further hard points. Another operational benefit is the installation of the electronic warfare equipment in the wing tips without sacrificing external stores capacity.

Thanks to these air-to-ground and air-to-air capabilities, the Eurofighter Typhoon has proven itself as an awesome operational weapon system which combines advanced technology with world-class performance. The combat aircraft provides highest levels of mission effectiveness for all scenarios and a broad range of mission flexibility. In addition, its air-to-air refuelling capability extends mission duration and range. Therefore, the Eurofighter Typhoon is indeed outstanding regarding its agility, capability and flexibility to meet the challenges of fast-changing operational scenarios.

Military Air Systems is an integrated activity of EADS Defence & Security (DS). DS is a systems solutions provider for armed forces and civil security worldwide. Its portfolio ranges from sensors and secure networks through missiles to aircraft and UAVs as well as global security, service and support solutions. In 2007, DS – with around 22,000 employees – achieved revenues of € 5.5 billion. EADS is a global leader in aerospace, defence and related services. In 2007, EADS generated revenues of € 39.1 billion and employs a workforce of about 116,000.

India convidada a fazer parte do programa Eurofighter.

A Índia foi convidada a participar do programa Eurofighter como um novo parceiro. Este convite foi realizado por Bernhard Gerwert, CEO of Military Air Systems, uma secção da da EADS Defesa e Segurança, durante um evento de alto nível para a promoção do Eurofighter, em Nova Délhi nesta ultima quinta-feira.

Gerwert disse: "Como parte de nossa oferta cooperação industrial, convidamos a Índia a se tornar um membro da família bem sucedida Eurofighter. Índia é nosso parceiro de escolha e nós estamos interessados parcerias de longo prazo ao nível político, industrial e militar que estas relações sejam baseadas uma via de mão dupla. Assim, fica “escancarada” a porta para a Índia."

Gerwert explicou aos representantes do Ministério da Defesa indiano, a Força Aérea Iindiana, aos fornecedores e aos meios de comunicação que os parceiros do Eurofighter têm intensas experiências de cooperação internacional, porque a desde o princípio o programa Eurofighter foi planejado para ser desenvolvido e fabricado por 4 nações desde o início.

Gerwert sublinhou que quatro nações, quatro forças aéreas e os quatro principais empresas aeroespaciais europeia EADS, EADS Casa, BAE Systems e a Alenia Finmeccanica apoiam plenamente a campanha na Índiana do Eurofighter.

Gerwert disse: "Temos uma forte e empenhada equipe internacional, e nós vamos temos certeza que Eurofighter será um grande competidor em uma competição justa e transparente." Assim, foi entregue pela EADS em nome do consórcio Eurofighter e dos parceiros industriais, a proposta para a concorrência do indiana do Medium Multi Role Combat Aircraft (MMRCA) – 126 Aeronaves.

Os requisitos do Pedido de proposta (RFP) relativa transferência de tecnologia, produção e 50 por cento licença offset são desafiadoras, porém, Gerwert salientou: "Estamos prontos para enfrentar estes desafios, e nós vamos satisfazer as expectativas dos nossos clientes. Nossa equipe está a trabalhando arduamente no sentido de cumprir esses requisitos."

Com o crescimento rápido e dinâmico do país, a Índia não é apenas considerado como um mercado, mas sobretudo como um parceiro para projectos conjuntos industriais e militares no futuro. Num exemplo recente, EADS Defesa e Segurança e a Tata anunciaram em fevereiro de 2008 que juntariam forças na concorrência para fornecer sistemas de comunicação táticos ao Exército indiano no valor de 1 bilhão de Dolares.

O Eurofighter Typhoon é totalmente operacional em quatro países. Com mais de 700 encomendas de 6 clientes (Alemanha, Reino Unido, Espanha, Itália, Áustria, a Arábia Saudita), o Eurofighter Typhoon é claramente um programa maduro e estável. A mais impressionante característica do Eurofighter Typhoon é a sua capacidade multifunção. Isto significa que a aeronave pode voar missões ar-ar e ar-solo com versatiliade.

Em termos de carga útil de armas, a aeronave é capaz de transportar seis misseis ar-ar alem de mísseis ar-superfície, tais como armas Paveway II ou GBU-10/-16, ou em tanques externos de combustível em 7 pontos duros. Outro benefício operacional é a instalação do equipamento de guerra eletrónica internamente (e não em pods) sem sacrificar a capacidade externa.

Índia entrará para o consórcio Eurofighter se aeronave for escolhida
Convite à Índia faz parte da proposta para venda doTyphoon-II
Fonte: Areamilitar

Em mais uma jogada destinada a convencer as autoridades da União Indiana a escolher um modelo de avião do programa indiano MMRCA[1] que pretende levar à aquisição de mais de 120 caças modernos, o consórcio europeu EADS-Eurofighter, que junta a Grã Bretanha, a Itália, a Espanha e a Alemanha, convidou a Índia a tornar-se o quinto parceiro do projecto.

A oferta, faz parte da proposta do consórcio europeu para o fornecimento do caça Typhoon-II e permite à Índia acesso a algumas das mais avançadas tecnologias europeias.
A oferta é um argumento em favor do Eurofighter – Typhoon-II, que é uma das aeronaves concorrentes ao concurso internacional, do qual participam o F-16 e F-18 norte-americanos, o MiG-29 russo, o Rafale francês e o Gripen sueco.

A associação da Índia poderá ser efectuada através da junção da empresa indiana TATA ao consórcio Eurofighter, que assim passaria a ter componentes fabricados na Índia.
O Eurofighter foi já encomendado pelos quatro parceiros do consórcio e recebeu encomendas da Áustria e da Arábia Saudita.

O programa de rearmamento indiano é presentemente o maior e mais valioso contrato em aberto no mercado mundial e os potenciais fornecedores têm-se esforçado para obter encomendas. Nos Estados Unidos foi anunciada a apresentação de um F-16E/F concebido especificamente para o mercado indiano, o qual segundo o fabricante teria o mais sofisticado radar de todos os aviões propostos e poderia ter mesmo capacidade supercruise [2].
A França também apresentou o seu Rafale, com grande abertura para a montagem na Índia da aeronave. A Rússia seguiu pelo mesmo caminho, propondo grandes facilidades para a montagem local de uma versão do caça MiG-29.
Russos e americanos apresentam os aviões mais antigos, pois tanto o F-16 como o F-18 ou o MiG-29 são aeronaves concebidas nos anos 70. Os europeus Rafale, Gripen e Typhoon, embora sendo aeronaves que tiveram o seu desenvolvimento começado nos anos 80 e 90,são muito mais modernas e essa modernidade reflecte-se na soma das suas capacidades, como raio de acção operacional, capacidade de carga e manobrabilidade.

Em termos de tecnologias porém, as propostas norte-americanas aparecem como sendo aquelas que mais vantagens trazem, embora não seja exactamente conhecido o tipo de abertura que os norte-americanos terão perante a Índia, no que toca à utilização de sistemas mais «sensíveis» do ponto de vista tecnológico.
A vantagem russa, fica pelo preço, pois o MiG-29 deverá ser bastante mais barato que as aeronaves europeias e norte-americanas.

[1] MMRCA – Medium Multi Role Combat Aircraft – Avião de combate médio multi-missão.
[2] Capacidade de voar acima da velocidade do som, sem recurso à pós-combustão, processo que não só consome muito mais combustível, como torna a aeronave mais fácil de detectar.

Boeing retira-se da concorrência Suíça que decidirá a substituição do F-5.

By on 30.4.08
Boeing has announced its decision to drop the F/A-18E/F Super Hornet out of the Swiss competition to replace the Northrop F-5 Tiger fleet. After reviewing the contents of the request for proposal, Boeing withdrew from the competition due to the disparity between the requirements for an F-5 replacement aircraft and the next-generation capabilities of the Super Hornet. Boeing stated that it will continue to support and modernize the Swiss Air Force's F/A-18C/D Hornet fleet.

Boeing retira-se da concorrência Suíça que decidirá a substituição do F-5.

A Boeing anunciou a sua decisão de deixar seu caça o F/A-18E/F Super Hornet fora da competição Suíça para substituir a Northrop F-5 Tiger daquela Força Aérea. Após analisar o conteúdo do pedido de proposta, a Boeing retirou-se da concorrência devido à disparidade entre os requisitos de substituição do F-5 contidos na proposta Suiça e seus proprios requesitos que visavam oferecer o F-18 “Super Hornet”. No entanto a Boeing declarou que irá continuar a apoiar e modernizar os caças F/A-18C/D Hornet da Força Aérea Suiça.

Nota: Se os requerimentos de substituição do F-5 são serem superiores a capacidade do Super Hornet isto indica um caça de de 4a ++ ou 5a Geração.


Dassault atualizará os Mirage 2000 da Força Aérea Indiana.

By on 30.4.08

RFP Issued For Indian Air Force Mirage 2000 Upgrade Contract



RFP Issued For Indian Air Force Mirage 2000 Upgrade Contract

Fonte: india-defence.com

As part of steps to keep the country's air power capability at optimal level, India has signed a billion-Euro deal to upgrade its 51 Mirage Multi-Role Fighters. Dassault, the French original equipment manufacturer, has agreed to upgrade the Indian Air Force's Mirage 2000 fleet, Defence Minister A K Antony told Lok Sabha today.

Antony said the Request For Proposal (RFP) had been issued to Dassault on April 9 after clearance of the Cabinet Committee on Security. IAF is currently flying three squadrons of the Mirage fighters and under new plans, Indian Mirages will be upgraded to the level of French Air Force Mirage 2000-5 with superior avionics and extend their lifespan by another 25 years.

This is the second major upgradation deal signed by India in recent weeks. Earlier, IAF had entered into an agreement with Russia's MIG-RAC for upgradation of 63 MIG-29 air superiority fighters in a deal worth 964 million dollars. The upgradation of the country's frontline fighters is being taken up by the government against the backdrop of alarming depletion in the IAF's squadron strength which has plunged from 39 fighter squadrons to just 32.

Dassault atualizará os Mirage 2000 da Força Aérea Indiana.

Como parte das medidas para manter a capacidade de poder aéreo da India foi assinado um contrato de Um bilhão de euros para que a Dassault realize a atualização de 51 Mirage 2000 dos Indianos. Segundo o Ministro da Defesa AK Antony afirmou que uma solicitação de proposta (RFP) tinha sido emitida em 9 de abril após a aprovação da Comissão do Gabinete de Segurança. IAF possui três esquadrões de caças Mirage que serão atualizados para o padrão Francês Mirage 2000-5 com aviónica superior e que ampliará a vida útil das aeronaves por mais de 25 anos.

Este é o segundo grande atualização firmada Índia nas últimas semanas. Anteriormente, IAF tinha entrado em um acordo com a Rússia do CCR para atualização dos seus Mig-23 e MIG-29 em um negócio de 964 milhões de dólares. O programa de atualização da frota da de caças da IAF foi iniciada em razão do fato de que dos 39 esquadrões existentes somente 32 encontam-se operacionais.

USS George Washington , tem dez brasileiros que trabalham e vivem a bordo

By on 30.4.08

‘Imigrantes’ em alto-mar Maior porta-aviões do mundo, americano, tem dez brasileiros que trabalham e vivem a bordo

Por: João Ricardo Gonçalves - Fonte: Jornal o Dia

Cynthia tem pais cariocas e nasceu em Miami. Felipe (C) é mineiro e Lucimar, paulista. Foto: Elaine Gaglianone / Agência O Dia

Rio - Na costa do Estado do Rio desde a semana passada, o maior porta-aviões do mundo, o americano USS George Washington, é chamado de “cidade sobre as águas”. Como em muitas localidades americanas de verdade, a embarcação leva também “imigrantes” brasileiros e filhos de pessoas que nasceram no País e se mudaram para os EUA. Segundo tripulantes, cerca de 10 brasileiros viajam com o navio, alguns de “mala e cuia”.


É o caso da controladora de vôo Cynthia Cavendagne, 21 anos, que tem pais cariocas de Botafogo, mas nasceu em Miami. “Começei a fazer faculdade nos EUA, mas queria conhecer o mundo. Eu e uma amiga decidimos nos alistar. Atualmente moro no navio e nem tenho casa fora. Gosto muito da vida aqui”, diz a militar, em português.

Entre os passatempos prediletos de Cyntia no navio estão conhecer as cidades de onde ele se aproxima, malhar em uma das cinco academias do porta-aviões e ver canais de TV exclusivos da própria embarcação.

Já o sargento de primeira-classe Lucimar dos Santos, 29 anos, de Santo André (SP), e o cabo Felipe Rocha, 21, de Belo Horizonte (MG), que trabalham na pista de vôo sinalizando para os aviões que pousam, gostam de disputar torneios de futebol em alto-mar.

Eles também se dizem felizes na Marinha americana: “O único problema é a saudade da minha filha que acabou de nascer, na Flórida, mas em poucos meses vou vê-la”, conta Lucimar, que está nos EUA desde os 16 anos, e ganha US$ 3 mil por mês.

Brasileiros que participam do Unitas, o treinamento conjunto com americanos e argentinos, e outros exercícios também aproveitam para trabalhar na embarcação. “Estou gostando muito do navio, mas em termos de preparação e procedimentos não ficamos devendo”, afirma o primeiro-sargento Josias Nogueira Bocórnio, 41, que trabalha no porta-aviões São Paulo.

Gripen NG oferecido para a Índia e Noruega

By on 30.4.08

Fonte: Segurança & Defesa
No dia 28 de abril a Saab entregou à Índia sua proposta para o fornecimento do Gripen para atender ao programa MMRCA (Medium Multi-Role Combat Aircraft) daquele país, que prevê a aquisição de 126 aeronaves de combate multi-função, de porte médio. No mesmo dia a FMV — Administração de Material de Defesa da Suécia — entregou ao governo norueguês a proposta para o fornecimento de até 48 Gripen à Royal Norwegian Air Force, parra atender ao programa Future Combat Aircraft (Futura Aeronave de Combate). Não se sabe ao certo o valor de “offsets” oferecidos no caso da Índia, mas está confirmado que para a Noruega as compensações superam 100%, ou seja, são maiores que o valor da encomenda. A variante oferecida à Noruega é o Gripen NG (New Generation), atualmente em desenvolvimento, para entrega a partir de 2016.

ÍNDIA - Programa MMRCA

Nova Geração de Gripens
para a Índia –
A Escolha Independente


Fonte: DEFESANET
A Saab, por meio de sua unidade de negócios Gripen International, entregou sua resposta à solicitação de proposta (RFP) feita pelo Governo Indiano, que prevê o fornecimento de aeronaves médias de combate multimissão (MMRCA), destinadas à Força Aérea da Índia.


A Gripen International tem o orgulho de oferecer à Força Aérea da Índia o Gripen IN, projetado para atender a todas as suas exigências presentes e futuras, empregando somente o que há de melhor e mais avançado em tecnologia da Suécia, Europa e Estados Unidos.

O Gripen IN se baseia no recém-lançado Gripen NG, a nova geração de Gripens, uma versão avançada do já comprovado caça Net Centric Warfare Gripen, capaz de executar múltiplas missões e apresentar custos imbativelmente baixos de aquisição, operação e suporte. O Gripen IN oferece liberdade na escolha das armas e dos sensores, assim como uma taxa incomparável de geração de saídas sustentadas, graças à sua alta disponibilidade.

De acordo com o presidente e CEO da Saab, Åke Svensson, “a proposta, apresentada hoje pela equipe da Saab/Gripen, demonstra nosso objetivo de vencer a licitação dos caças MMRCA, realizada pelo governo indiano”. “Estou certo de que a Saab apresentou uma solução completa, de acordo com as exigências da Índia. Oferecemos a nova geração de aeronaves de combate com tecnologia de ponta, além de uma imbatível cooperação industrial, inclusive acesso sem paralelo a importantes tecnologias, viabilizando autonomia e maior segurança nacional para a Índia”, complementa.

Após a entrega da proposta pela equipe Saab/Gripen, Eddy de la Motte, Diretor da Campanha da Gripen International na Índia, disse: “Ao escolher o Gripen IN, a Índia receberá um sistema bélico de classe mundial, a um custo acessível, que incrementará a capacidade militar operacional do país e sua base de defesa industrial por muitos anos, futuro adentro, além de criar uma capacidade de independência, já no momento da aprovação da proposta”.

“Com o Gripen IN, a Índia contará com uma capacidade que oferece uma total independência do armamento utilizado. Ainda, o Gripen IN vem com a garantia de nosso compromisso, garantindo à Índia que esta terá o caça que sua Força Aérea quiser”, acrescentou.

“Isso será feito com a transferência de todas as tecnologias necessárias para viabilizar a indústria indiana e a Força Aérea do país a construir, operar e modificar o Gripen, de modo a atender a todas as exigências locais que surgirem no correr dos anos. O Gripen IN apresenta um enorme potencial de crescimento futuro, para que a Índia o aproveite ao máximo, garantindo que este caça, acima de todos os outros, permanecerá na vanguarda, à medida que novas tecnologias trouxerem maior eficiência e poder de fogo”, continuou.

“O Gripen hoje já é totalmente operacional e, com o compromisso de longo prazo e suporte do governo sueco, acredito que o Gripen IN lançará as fundações para o estabelecimento de importantes programas de cooperação, tanto indianos como internacionais, no futuro”.
Gripen IN — A Solução Completa

Operacional
Trata-se da nova geração de caças Net Centric Warfare, realmente capazes de executar múltiplas missões, atendendo a todas as especificações operacionais definidas pela Força Aérea Indiana.

O Gripen IN é uma versão feita sob medida do Gripen NG, incluindo maior autonomia e alcance de combate, capacidade bélica adicional e maior payload, o mais potente motor General Electric F414G, além de supercapacidade de cruzeiro.

Sistema bélico e armamentos
A última geração de sistemas bélicos, com uma arquitetura aberta e flexível, oferecendo facilidade de integração de novos equipamentos, sistemas e armas.

Sensores avançados, totalmente integrados e fusão de armamentos, inclusive um radar AESA e um sensor IRST.

Uma ampla gama de armamentos, que podem ser provenientes de diferentes fornecedores no mundo, atribuem à Força Aérea Indiana a liberdade de escolha, evitando as limitações de suprimento que ocorrem quando se tem um só fornecedor.

Transferência de Tecnologia
Um abrangente programa de Transferência de Tecnologia (ToT), garantindo acesso e transferência de tecnologia, conferindo à Índia a capacidade de gerir todos os aspectos do ciclo de vida do Gripen IN.

Econômico
Custos imbativelmente baixos de aquisição, operação e suporte, em comparação com plataformas alternativas.

Suporte e treinamento
Uma solução logística de suporte, confiável, inovadora, eficiente em termos de custos e para toda a vida útil, terceirizada de fornecedores indianos com suporte da Saab e seus parceiros.

Avançadas instalações de treinamento que associam auxiliares de treinamento sintético a caças reais, no treinamento de pilotos e pessoal de manutenção.

Programa de cooperação industrial
Um compromisso autêntico com a cooperação industrial, criando capacidade local em áreas avançadas da tecnologia de defesa. A Saab tem um histórico imbatível, em termos de cumprir com as obrigações assumidas.

Saab
A Saab atende o mercado mundial com produtos, serviços e soluções de classe mundial, abrangendo defesa militar até segurança civil. A Saab mantém operações e funcionários, em todos os continentes, e constantemente desenvolve, adota e aperfeiçoa novas tecnologias que atendam às variáveis necessidades de seus clientes.

Gripen International
A Gripen International é a unidade da Saab que atua como a principal organização de contratação, responsável pelas atividades mundiais de marketing, vendas e suporte à aeronave Gripen. A Gripen International combina as forças de suas parceiras industriais internacionais, incluídas entre as fabricantes mais experientes e respeitadas de equipamentos aeroespaciais e de defesa.

A Gripen é a primeira aeronave de combate multimissão de última geração a entrar em serviço. Incorporando a mais moderna tecnologia, a aeronave é capaz de executar uma ampla gama de missões operacionais ar-ar e ar-terra, empregando avançados armamentos. O projeto do caça Gripen prevê o enfrentamento tanto de ameaças atuais como futuras, além de atender às mais rigorosas exigências de segurança de vôo, confiabilidade, eficiência de treinamento e baixo custo operacional. Os caças Gripen já se encontram em serviço nas Forças Aéreas da Suécia, República Tcheca e Hungria. As Forças Aéreas da África do Sul e da Tailândia também encomendaram aeronaves. A Escola Imperial de Pilotos de Teste do Reino Unido (ETPS) também opera caças Gripen, usando-os como sua avançada plataforma de treinamento de jatos velozes para pilotos vindos de todas as partes do mundo.

MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO EM DEFESA@NET:
Emitido o REQUEST FOR PROPOSAL (RFP) para 126 Medium Multi-Role Combat Aircraft - 30 Abril 2008 - PTI - Índia
Request for Proposal for 126 Medium Multi-Role Combat Aircraft Issued - 30 Abril 2008 - PTI - Índia

Brasil e Rússia criarão foguete e avião da quinta geração

By on 30.4.08


Fonte: Pravda.ru

Os governos do Brasil e da Rússia assinaram nesta terça-feria (15), em Brasília, um acordo de cooperação para o lançamento de satélites e a construção de foguetes e aviões. Recorde-se que em fevereiro Brasil assinou o contrato com a Ucrânia sobre a participação no projeto “Cyclon-4” , um foguete que é capaz de lançar a carga até 5 toneladas à altura de 500 quilômetros.

O ministro extraordinário de Assuntos Estratégicos, Roberto Mangabeira Unger, que assinou o documento com o vice-presidente russo do Conselho de Segurança, Valentín Sobolev, disse a jornalistas que a associação, graças a uma sofisticada engenharia, permitirá o desenvolvimento de aviões militares de "quinta geração", segundo Agência Efe.

O acordo contempla um "treinamento avançado" na área de cibernética, "essencial para a defesa e a evolução da tecnologia brasileira", destacou Mangabeira.

O convênio também é similar ao assinado com a França para a transferência de tecnologias que permitirão a construção do submarino de defesa "Scorpene", que seria movido a energia nuclear, além de helicópteros e de aviões caça.

Sobolev, por sua vez, frisou que, com o acordo, os dois países poderão iniciar "consultas sobre um amplo espectro de questões de segurança" e elevar "o nível das relações" entre as duas nações em relação aos desafios na área de segurança.

Para Sobolev, o Brasil é um país-chave na América Latina. Ainda segundo ele, outra das idéias do acordo de cooperação será a busca de uma alternativa ao GPS (sistema de posicionamento global), controlado pelos Estados Unidos.

Desse modo o Brasil nas proximidades se tornará o membro do “clube” das potências espaciais. A Rússia por sua parte receberá o acesso ao cosmódromo de vantagem energética muito elevada em Alcântara (MA). A área fica em posição geográfica privilegiada, próxima à linha do Equador, o que diminui o custo das missões, e, com isto, será possível que mais de um quarto dos lançamentos de foguetes e satélites do mundo passem a ser feitos no Brasil.

A guerra da fome pode estar à porta

By on 30.4.08

33 países correm risco de grave convulsão social se situação continuar

Fonte: Areamilitar.net
Há duas semanas atrás, num artigo publicado na imprensa, Lester Brown, presidente do Worldwatch Institute afirmou que se a actual situação de crise provocada pelo aumento do preço de alimentos básicos continuar, há 33 países do mundo que vão sentir na pele problemas sociais graves, que podem colocar em causa a própria autoridade do estado. Segundo o reputado analista, a actual crise energética não é apenas passageira, e o aumento dos preços dos alimentos, ao contrário do que aconteceu em meados dos anos 70, em que maus anos agrícolas provocaram crises de fome em vários lugares do mundo, agora a situação tende a transformar-se numa situação de aumento sustentado dos preços, que tem causas não nas colheitas, mas sim num enorme aumento da procura de grãos. Vários países estão na lista, e de entre eles os presidente o WWI apontou o Sudão, que vive presentemente uma crise política e social com populações deslocadas, que vai agravar-se por falta de recursos para alimentar a população. No Paquistão, potência nuclear onde problemas político se têm sucedido e onde a Al Qaeda tem bases firmes, o aumento do preço da farinha atingiu 100% nos últimos meses, e a comida está a transformar-se num problema nacional. Tumultos provocados pelos problemas de distribuição de comida estão a tornar-se comuns em vários países do mundo, nomeadamente no norte de África e no mundo árabe, onde já ocorreram conflitos graves no Egipto e em Marrocos, no Yemen já ocorreram mortes provocadas pela falta de alimentos. Na África sub-sahariana houve mortos nos Camarões no Senegal e na Etiópia. No Haiti, onde uma missão militar brasileira tenta manter uma paz precária, os problemas com a falta de comida levaram já à queda do governo. No México também ocorreram motins provocados pelo aumento do preço do milho. Na Ásia, ocorreram motins não por causa do milho, mas por causa do arroz, que é a base da alimentação. Houve já motins na Indonésia e nas Filipinas. Mas segundo a mesma fonte, a situação não tende a melhorar, na medida em que as áreas disponíveis para semear cereais não estão a crescer. Se essas áreas acompanharam o crescimento populacional desde a II guerra mundial, na viragem do milénio, o aumento do consumo está a levar a que a área plantada por habitante do planeta esteja de facto a decrescer. Os resultados deste problema são imprevisíveis. Os países mais pobres serão de longe os mais afectados. Os Estados Unidos com alguns excedentes de produção e que têm planos para aumentar a produção de cereais para os transformar em combustíveis, não deverão ser afectados. A Europa, que tem financiado a agricultura para que não produza, poderá reverter a situação, pois tem muitas áreas férteis e um sector agro-industrial forte. Já em África, em muitas áreas da América Latina, nos países do médio oriente que não têm petróleo e na Ásia, onde a população continua a aumentar a pressão será muito maior. O principal problema, é a possibilidade de violência generalizada em alguns países chave, onde os governos podem pura e simplesmente perder o controlo da situação, se milhões de pessoas movidas pela fome contestarem violentamente os governos. As reservas de alimentos no mundo, não serão capazes de responder a todas as solicitações de governos de países pobres, que não têm possibilidade de cultivar comida suficiente para abastecer as suas populações por falta de área de cultivo, nomeadamente por causa dos problemas climatéricos. Nos países islâmicos, muitos deles a braços com movimentos políticos radicais que pretendem tomar o poder pela força e impor os seus preceitos, tendem a ganhar poder e podem em casos extremos levar a confrontações internacionais. A juntar aos problemas políticos que já se levantam em muitos países do mundo, os problemas do aquecimento global – que alguns governos, como o dos Estados Unidos ainda há pouco negavam, mesmo perante as evidências – podem complicar a situação. Um dos exemplos é a América do Sul, onde a Amazónia sofreu recentemente a maior seca de que há registo. Naquelas regiões, a qualidade do solo é fraca e a produtividade é auxiliada pela queima generalizada do solo, que na região amazónica é uma fina camada que cobre um terreno que na sua maioria é ácido. As grandes árvores da Amazónia não têm raízes profundas, elas têm raízes que crescem na horizontal, porque em muitos lugares há apenas uma camada de 50% de terra fértil. A capacidade de aumento da produção de países como o Brasil, é limitada. E o presidente brasileiro, é o único no mundo, juntamente com o presidente norte-americano George Bush, a afirmar que não há problema em continuar a utilizar terreno fértil para produzir combustível. Para piorar a situação dos países mais pobres, a declaração por parte de alguns países produtores como a Argentina e a Tailândia avisando que cancelariam as exportações, levou automaticamente a um aumento dos preços no mercado internacional, onde os grandes investidores bolsistas e os fundos de pensões, estão a comprar comida que ainda não foi colhida e a negociar os preços nas bolsas mundiais, completamente alheios à catástrofe que poderá ocorrer, se nada for feito nos próximos meses ou semanas. A crise chegará para os mais pobres. O problema principal dos países ricos, não é a falta de comida, mas sim o que fazer com um mundo, onde em alguns meses, poderá haver centenas de milhões de pessoas que nada têm a perder.

BOEING VAI INVESTIR NA ÍNDIA

By on 30.4.08

Fonte: Aerobusiness

A norte-americana Boeing anunciou planos para assinar na Índia contratos de fabricação de componentes e partes de aeronaves que podem chegar ao valor total de US$ 1 bilhão. O anúncio reflete negociações recentes entre o fabricante e a Hindustan Aeronautics indiana. Inicialmente esses contatos terão o valor anual US$ 10 a 20 milhões.


Nota:
Fonte: sindlab

O Anuncio vem na "esteira" do anuncio da Boeing da proposta final do F-18 na licitação onde a India pretende adquirir 126 caças, avaliados em perto de US$ 10 bilhões. O F-18 Super Hornet, da Boeing, está na disputa contra o F-16, da Lockheed. A companhia americana Boeing espera conseguir contratos de defesa com a Índia por um valor estimado entre € 7,725 e € 11,580 bilhões nos próximos dez anos, anunciou ontem uma fonte da companhia. "O mercado da defesa indiano o qual a Boeing pode disputar é de um valor situado entre os US$ 10 bilhões e os US$ 15 bilhões", assegurou o vice-presidente de desenvolvimento internacional para a Ásia e o Pacífico da companhia, Mark Kronenberg.

ÍNDIA - Programa MMRCA

Boeing Delivers Proposal to Equip Indian Air Force with Super Hornet Fighters



Fonte: DEFESANET

ST. LOUIS, April 24, 2008 -- The Boeing Company today delivered a detailed, 7,000-page proposal offering its advanced F/A-18E/F Super Hornet to the Indian Air Force as part of India's Medium Multi-Role Combat Aircraft (MMRCA) competition.

"Our proposal team worked diligently to fully understand and meet the requirements set out by the Indian Ministry of Defense (MOD). We are offering India the best-value, most advanced and proven multirole combat fighter in production today," said Jim Albaugh, president and CEO, Boeing Integrated Defense Systems (IDS).

India issued a Request for Proposal (RFP) for 126 new multirole combat fighters in August 2007. Boeing completed its proposal before the initial March 3 deadline, which the MOD rescheduled for April 28.

"Boeing's strategic goal has been to seek a long-term partnership with India to help strengthen the country's aerospace capabilities and enhance its national security," said Chris Chadwick, president of Boeing Precision Engagement & Mobility Systems. "Choosing the F/A-18E/F would give Indians a direct hand in building an advanced fighter aircraft that will robustly defend their shores and airspace, infuse new strength into the Indian Air Force, and serve as a catalyst for India's growing defense aerospace industry."

The Super Hornet variant being offered to India, the F/A-18IN, is based on the F/A-18E/F model flown by the U.S. Navy and currently being built for the Royal Australian Air Force (RAAF). Advanced technology -- such as Raytheon's APG-79 Active Electronically Scanned Array radar -- and proven reliability are drawing U.S. and international customers' increasing interest in the aircraft as a cost-effective and lethal air defense.

Boeing has delivered more than 340 Super Hornets to the U.S. Navy. Australia has ordered 24 Super Hornets to bolster its fleet of F/A-18 Hornets, and Boeing is in discussions with several other international customers about their interest in procuring the Super Hornet.

"One of the concerns here in India is the cost of owning and maintaining combat fighters over their lifetime," said Vivek Lall, Boeing IDS vice president and India country head. "The F/A-18E/F Super Hornet offers a very attractive life-cycle-cost dynamic, since the fighter won't need a scheduled visit to a maintenance depot until it has clocked a minimum of 6,000 hours of flying time, and even well beyond that."

Over the past 36 months, Boeing IDS has reached out to the Indian aerospace and technology sectors to identify potential public and private industrial partners. To date, it has signed long-term partnership agreements with Hindustan Aeronautics Limited, Tata Industries, and Larson and Toubro. If the F/A-18IN Super Hornet is selected, these companies and others are expected to play a significant role as Boeing transfers some production and assembly to India.

The U.S. Embassy in New Delhi will formally turn over the Boeing-U.S. Navy submission to the Indian Ministry of Defense. Delivery of the first F/A-18IN Super Hornets can begin approximately 36 months after contract award.

A unit of The Boeing Company, Boeing Integrated Defense Systems is one of the world's largest space and defense businesses specializing in innovative and capabilities-driven customer solutions. Headquartered in St. Louis, Boeing Integrated Defense Systems is a $32.1 billion business with 71,000 employees worldwide.

LEIA MAIS EM DEFESA@NET
Emitido o REQUEST FOR PROPOSAL (RFP) para 126 Medium Multi-Role Combat Aircraft - 30 Abril 2008 - PTI - Índia
Request for Proposal for 126 Medium Multi-Role Combat Aircraft Issued - 30 Abril 2008 - PTI - Índia

Há 27 anos ocorria o Atentado no Riocentro

By on 30.4.08

1981 - Atentado no Riocentro
Fonte: Jornal do Brasil

Duas bombas explodiram no Riocentro quando era realizado um show em homenagem ao 1º de Maio, com a participação de vários cantores de música popular brasileira.

A primeira bomba explodiu no interior do automóvel Puma cinza metálico RJ - 0297 que manobrava na pista do estacionamento enquanto, a 120 metros de distância, a cantora Elba Ramalho abria o show promovido pelo Centro Brasil Democrático. Uma segunda bomba explodiu 10 minutos depois, na casa de força do Riocentro. Uma terceira bomba que não explodiu foi recolhida pela polícia no automóvel destruído.

Os passageiros do Puma eram o Sargento Guilherme Pereira do Rosário, que morreu na hora, e o capitão Wilson Luis Chaves Machado, que ficou gravemente ferido. O carro estava cheio de explosivos e ficou parcialmente destruído. Os policiais encontram e recolheram partes dos corpos dos seus ocupantes em pontos distantes mais de 50 metros do carro.

A área teve sua faixa de isolamento ampliada e o policiamento foi duplicado, tendo sido proibido fotografar a qualquer distância do local. A intenção dos policiais era evitor que os fotógrafos e as câmeras de televisão documentassem o ocorrido. O Exército assumiu a responsabilidade de investigar o atentado.
Jornal do Brasil: Sábado, 2 de maio de 1981

Em 1974, Ernesto Geisel havia sinalizado, através de discursos e declarações, que iniciaria a abertura política de forma lenta, gradual e segura. Os civis e militares contrários à redemocratização iniciaram então um processo violento contra os grupos que faziam oposição ao regime militar. Foram vários os casos de tortura, assassinatos, bombas, e execuções por esquadrões da morte.

A bomba explodiu no governo
A bomba arrebentou com a credibilidade do governo. O Exército assumiu as investigações e, contra os laudos periciais que indicaram que uma das bombas explodira no colo do sargento, concluiu que os dois militares, em vez de autores do atentado, teriam sido vítimas de um ato terrorista.

Foi realizada uma nova investigação, que não respondeu à principal pergunta: quem mandou explodir a bomba no Riocentro e até que ponto o conhecimento desse atentado subiu a escala hierárquica das Forças Armadas.

Até hoje o atentado não foi totalmente esclarecido.

Nota: às 21:30

27 anos depois o que aconteceu com alguns envolvidos neste episódio.
Luiz Antônio do Prado Ribeiro é nomeado para chefiar o inquérito. Ao se negar a criar uma versão falsa sobre o caso é afastado. Se aposentou como Coronel.
Job de Sant´Anna é colocado a frente do IPM, cria uma verssão falsa dos fatos. Se aposentou como General
Capital Wilson, juntamente com um comparça iria explodir uma bomba em um atentado terrorista contra civis inocentes. Foi inocentato e virou Coronel.
Isso é Brasil.

LITURGIA DIÁRIA

By on 30.4.08

Evangelho (João 16,12-15)

Quarta-Feira, 30 de Abril de 2008

6ª Semana da Páscoa

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 12"Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos, mas não sois capazes de as compreender agora. 13Quando, porém, vier o Espírito da Verdade, ele vos conduzirá à plena verdade. Pois ele não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido; e até as coisas futuras vos anunciará.
14Ele me glorificará, porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará. 15Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse que o que ele receberá e vos anunciará, é meu".

Santo do Dia - São José Benedito Cottolengo

São José Benedito Cottolengo Hoje, lembramos São José Benedito nasceu em Bra, na Itália, onde desde de pequeno demonstrou-se inclinado a caridade. Com o passar do tempo e trabalho com sua vocação tornou-se um sacerdote dos desprotegidos na diocese de Turim.

Quando teve que atender uma senhora grávida, que devido à falta de assistência social, morreu nos braços do Padre Cottolengo; o Santo, "espantado," retirou-se em oração e nisto Deus fez desabrochar no seu coração uma casa de abrigo que, mesmo em meio dificuldades, foi seguida por outras. São José Benedito Cottolengo acolhia pobres, doentes mentais, físicos, ou seja, todo tipo de pessoas carentes de amor, assistência material, físico e espiritual.

Confiando somente nos cuidados do Pai do Céu, estas casas desde a primeira até a verdadeira cidade da caridade que surgiu, chamou-se Pequena Casa da Divina Providência. Diante do Santíssimo Sacramento, José Cottolengo e outros cristãos, que se uniram a ele nesta experiência de Deus, buscavam ali forças para bem servir os necessitados, pois já dizia ele: "Se soubesses quem são os pobres, os servirias de joelhos!". Entrou no Céu com 56 anos.

terça-feira, abril 29, 2008

Fechado acordo entre a Ucrania e a Russia para retomar a produção do Ruslan (An-124-100)

By on 29.4.08

Rusia y Ucrania reanudará la construcción del avión mas grande del mundo Ruslan

Moscú, 28 e abril, RIA Novosti. Rusia y Ucrania han acordado reanudar la construcción del avión comercial de transporte más grande del mundo An-124-100 Ruslan, informó hoy el primer ministro ruso Víctor Zubkov. "Los dos países hemos acordado reanudar la construcción del avión Ruslan que tiene una demanda colosal", comunicó Zubkov al término de la reunión del comité de cooperación económica de la Comisión interestatal ruso-ucraniana. Por la conjugación de su capacidad de carga, autonomía de vuelo y precio, Ruslan no tiene equivalente en el mundo. Es el único que puede despegar con un cargamento de hasta 150 toneladas. Fue creado en la Oficina de Diseño Antónov en 1982. Las versiones An-124-100 y An-124-100M-150 se producían en Kíev y en Uliánovsk (Rusia) hasta 1995. Con un peso en despegue de unas 400 toneladas, Ruslan puede trasportar cargas de hasta 150 toneladas a distancias de más de 3.000 kilómetros.

Mirage 5 Argentino se acidenta

By on 29.4.08
Um dos Mirage 5 Biplace (foto acima) da Força Aérea Argentina pertencente a 6a Brigada Aérea "Tandil", acidentou-se hoje a tarde ao aterrisar no Aeroporto da Cidade de "Mar del Plata". Segundo informações, um dos pneus da aeronave estourou durante o pouso fazendo-a sair da pista. O caça faz parte de um lote de aeronaves adquiridas do Perú (Mirage 5P) durante da Guerra das malvinas em Junho de 1982.

Fonte: Força Aerea Argentina

La Fuerza Aérea Argentina informa que, en horas de la tarde y durante un aterrizaje en el Aeródromo de la Ciudad de Mar del Plata, un avión Mirage V perteneciente a la VI Brigada Aérea “Tandil”, tuvo inconvenientes en uno de sus neumáticos provocando que la aeronave quedara estacionada fuera de la pista, manteniéndose la operación aérea en dicho aeródromo el día de la fecha.



Se accidentó un avión Mirage en Mar del Plata

Fonte:Diario Necochea
Un avión Mirage que estaba haciendo un vuelo de entrenamiento entre la VI Brigada Aérea de Tandil y la ciudad de Mar del Plata se accidentó al aterrizar en el Aeropuerto de la ciudad balnearia. La nave, se salió de la pista y quedó semienterrada en el pasto, mientras que sus dos ocupantes -un piloto y un instructor de vuelo- salieron ilesos.
A causa del accidente -que se registró en horas de la tarde- el aeropuerto de Mar del Plata estuvo cerrado por algunas horas, pero volvió a estar operativo cerca de las 19, para recibir el vuelo de la empresa Sol, proveniente de Buenos Aires. El jefe del aeropuerto de Mar del Plata, vicecomodoro Eduardo Púa, relató que “el avión Mirage venía desde Tandil en vuelo de entrenamiento y en el aterrizaje tuvo el reventón de una cubierta y se salió de pista”. Tras aclarar que los pilotos resultaron “ilesos” y que “la aeronave tiene daños que todavía no se pueden determinar” destacó que no hubo daños en la pista de aterrizaje. “Hubo algún desprendimiento de cubiertas, se hizo un barrido, la limpieza y quedó a aeronave fuera de la pista, a un costado y señalizada “ indicó. “El avión despegó y, por circunstancias que desconozco, juzgaron mejor aterrizar en Mar del Plata. No se si ellos tomaron como emergencia, pero si que era lo más seguro aterrizar en Mar del Plata”. El vicecomodoro Púa informó que “ya se han sacado fotos, se han hecho peritajes y esta noche -por ayer, luego del último vuelo comercial- la grúa va a mover la aeronave y la junta de investigación de accidentes está llegando mañana -por hoy- para determinar qué es lo que pasó”. Es motivo de investigación conocer si el accidente fue provocado por una mala maniobra del piloto, un error de cálculo o una falla mecánica del aparato. Según el diario La Voz de Tandil, el avión Mirage -de 100 toneladas de peso- se desplazaba a 360 kilómetros por hora y estaba realizando una maniobra denominada “de toque y despegue”, dado que se trata de naves que por sus dimensiones no pueden aterrizar en la pista marplatense. En el marco de esa maniobra habría chocado con las balizas al inicio de la pista y vuelto a cobrar vuelo para retornar a la Sexta Brigada Aérea de Tandil, se declaró en emergencia y retornó para aterrizar en el aeropuerto marplatense. En esa maniobra sufrió el desperfecto en el tren de aterrizaje que lo depositó “de panza” en la pista y lo desvió hacia uno de los laterales.

Ações de juízes contra mídia têm condenações em valores maiores

By on 29.4.08

Fonte: Espaço Vital

As reparações financeiras por danos morais, fixadas em ações ajuizadas por juízes contra órgãos de imprensa têm valor aproximadamente três vezes maior do que as estipuladas em ações movidas por pessoas de outras áreas de atuação. A afirmação é do jornal Folha de S. Paulo, em sua edição de ontem (27).

A repórter Lilian Christofoletti analisou as decisões proferidas em 130 processos abertos contra emissoras de rádio e tevê, jornais e revistas de todo o país. Segundo o jornal, "o magistrado que recorreu à Justiça alegando ter se sentido ofendido por alguma reportagem obteve, em média, uma indenização de cerca de R$ 470 mil ou 1.132 salários mínimos".

Fazendo uma comparação, o jornal afirma que "uma outra pessoa que tenha buscado no Poder Judiciário o mesmo tipo de reparação teve como resposta uma reparação menor, fixada em aproximadamente R$ 150 mil ou 361 salários mínimos".

Um dos casos mais emblemáticos envolvendo magistrado e imprensa é o do juiz Luiz Beethoven Giffoni Ferreira, ex-titular da Vara de Infância e Juventude de Jundiaí (SP), que foi referido, em reportagens por supostas irregularidades em caso de adoção de crianças. Em onze ações movida por ele, as empresas jornalísticas foram condenadas a pagar um total de cerca de R$ 9,2 milhões por danos morais - algumas ações foram encerradas com acordos, outras ainda tramitam.

Os registros jornalísticos negativos contra Beethoven surgiram em meados de 1998, após um grupo de familiares apontar supostas irregularidades na quebra de pátrio poder (guarda) das crianças. Ministério Público e deputados endossaram as suspeitas.

Leia um dos textos publicados pela Folha de S. Paulo

Juiz ganhou R$ 9,2 milhões em 11 processos

"Um dos casos mais emblemáticos envolvendo magistrado e imprensa é o do juiz Luiz Beethoven Giffoni Ferreira, ex-titular da Vara de Infância e Juventude de Jundiaí (SP), que foi acusado de supostas irregularidades em caso de adoção de crianças.

Em 11 processos movidos por ele, as empresas jornalísticas foram condenadas a pagar um total de cerca de R$ 9,2 milhões por danos morais -algumas ações foram encerradas com acordos, outras ainda tramitam.

As acusações contra Beethoven surgiram em meados de 98 após um grupo de familiares apontar supostas irregularidades na quebra de pátrio poder (guarda) das crianças. Ministério Público e deputados endossaram as suspeitas. Em dezembro de 2001, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo absolveu Beethoven. Em outros casos, a crítica a uma decisão judicial motivou a condenação.

A TV Globo foi sentenciada a indenizar o juiz Airton Pinheiro de Castro, que viu uma sentença dele ser criticada no "Jornal Nacional". A reportagem relatava a dificuldade de acesso à Justiça para as camadas menos favorecidas da população. Citou dois casos: o de uma mulher presa por furtar um xampu e o de um acusado de tráfico de drogas que, defendido por um advogado bem pago, teria sido beneficiado por uma decisão de Castro.

A primeira instância não aceitou a ação pois entendeu que um juiz está sempre sujeito a críticas e, mesmo que correto, nem sempre contenta a todos. Ao reavaliar o caso, o Tribunal de Justiça viu prejuízo moral e fixou a indenização em 500 salários mínimos. Cabe recurso.

Situações da vida privada também vão parar nas barras dos tribunais. No Rio, um juiz estadual moveu um processo de reparação moral contra órgãos de imprensa porque foi divulgado um desentendimento dele com uma guarda municipal, que multou o carro do filho dele que estava estacionado em local proibido.

A Justiça condenou as empresas jornalísticas por entender que houve uma tentativa de desmoralizar o juiz e a família dele, que também foi incluída como beneficiária dos valores fixados de indenização. Ainda há recursos".

Ações contra ex-ministros do governo FHC são arquivadas no Supremo

By on 29.4.08

Fonte: Terra

Duas ações de reparação de danos por improbidade administrativa ajuizadas pelo Ministério Público Federal (MPF) em Varas do Distrito Federal contra os ex-ministros Pedro Malan (Fazenda), José Serra (Planejamento) e Pedro Parente (Casa Civil) e outras sete autoridades foram arquivadas hoje (28), por determinação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes.

As ações questionavam atos do Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento do Sistema Financeiro Nacional (Proer), em especial a assistência financeira de R$ 2,975 bilhões feita pelo Banco Central ao Banco Econômico, em 1994. Ao determinar o arquivamento dos dois processos, em atendimento a pleito da defesa dos ex-ministros, Gilmar Mendes destacou como "estratosférica" a condenação ao pagamento de R$ 3 bilhões imposta aos ex-ministros e a ex-dirigentes do Banco Central pelo juiz da 20ª Vara Federal do DF. "Dividido [o valor da condenação] entre os 10 réus, faz presumir condenação individual de quase R$ 300 milhões. Estes dados, por si mesmos, demonstram o absurdo do que se está a discutir", ressaltou o presidente do STF na decisão. Gilmar Mendes lembrou ainda que, na época, os reclamantes, por serem ministros de estado, não se sujeitavam à Lei 8.429, de 1992 (que dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional), pela qual foram processados e condenados. Eles estariam sujeitos à Lei 1.079, de 1950, que define os crimes de responsabilidade e tem julgamento de exclusiva competência do STF .

Juiz Federal determina implantação de Parque do Cocó e proíbe novas construções.

By on 29.4.08

Fonte: Justiça Federal no Ceará

O juiz federal da 7ª vara da Justiça Federal no Ceará, Francisco das Chagas Fernandes, concedeu, no último dia 22, liminar que determina o prazo de 90 dias para que a União e o Governo do Estado do Ceará realizem a demarcação física da área destinada à implantação do Parque do Cocó. A decisão também proibiu a concessão de qualquer nova licença ambiental para construções privadas no raio de 500 metros a contar do entorno do parque. A multa por dia de descumprimento é de R$ 5 mil (cinco mil reais). A liminar atende à Ação Civil Pública (ACP), impetrada pelo Ministério Público Federal (MPF) em junho de 2007, que apontava a degradação ambiental e o desmatamento causados pela especulação imobiliária na região de mangue do Cocó. Apesar de existirem dois decretos delimitando a área, o último de 1996, até hoje não existia a criação e a demarcação oficial. O juiz entende que são necessárias medidas ambientais eficazes e antecipatórias à ocorrência do dano, tendo em vista a dificuldade de regeneração do meio ambiente devastado. Processo nº 2007.81.00.010526-2

Livro mostra fotos de orangotango nadando

By on 29.4.08

Símio atravessa o rio para colher frutos do outro lado; o registro está em livro de fotos que registra o cotidiano dos orangotangos nas florestas equatoriais nas ilhas de Bornéu, Indonésia; até recentemente, especialistas acreditavam que estes animais não eram capazes de nadar.



Um dos orangotangos pesca com uma vara em rio de Bornéu, na Indonésia; a imagem faz parte de livro sobre esta espécie de braços longos, que compartilha 97% do seu DNA com os humanos e é tida como a segunda mais inteligente depois do homem.

Fonte: Bol

Um livro de fotografias a ser publicado no início de maio mostra imagens que surpreenderam a comunidade científica: nelas, orangotangos que habitam florestas equatoriais em Bornéu, na Indonésia, são vistos nadando e pescando. Até recentemente, especialistas acreditavam que estes símios de braços longos, que compartilham 97% do seu DNA com os humanos, não eram capazes de nadar. Mas a equipe de naturalistas e um fotógrafo por trás do lançamento capturou imagens dos orangotangos atravessando um rio a nado para colher frutos em uma reserva na ilha de Kaja, na parte sul de Bornéu, que pertence à Indonésia (o resto da ilha de Bornéu é dividido pela Malásia e ao sultanato de Brunei). Os animais também são vistos caçando peixes com varetas antes de comê-los. Segundo os autores do livro, estas e outras imagens demonstram que a espécie, tida como a segunda mais inteligente depois do homem, é capaz de criar e aprender. O livro Thinkers of the Jungle - the Orangutan Report, de Gerd Schuster, Willie Smits e Jay Ullal, chega às lojas no dia 5 de maio. Ele também documenta a destruição do habitat natural do orangotango para o cultivo do solo. O holandês Willie Smits é um dos fundadores da Borneo Orangutan Survival Association, entidade que faz campanha pela proteção da espécie. Especialistas calculam que a partir de 2010 não haverá mais orangotangos - habitantes das florestas de Bornéo e Sumatra - vivendo livres na natureza.

Pici Field - Aeronave - Lockheed Lockheed PV-1 Ventura

By on 29.4.08


Foto de 28 de Dezembro de 1943 - Base aeronaval de "Pici Field" em Fortaleza - Ceará. Um marinheiro Americano carregando cargas de profundidade em um Lockheed Lockheed PV-1 Ventura ('Harpoon') antes da aeronave iniciar sua patrulha de combate anti-submarino.

LITURGIA DIÁRIA

By on 29.4.08

Evangelho (João 16,5-11)

Terça-Feira, 29 de Abril de 2008

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 5"Agora, parto para aquele que me enviou, e nenhum de vós me pergunta: 'Para onde vais?' 6Mas, porque vos disse isto, a tristeza encheu os vossos corações. 7No entanto, eu vos digo a verdade: É bom para vós que eu parta; se eu não for, não virá até vós o Defensor; mas, se eu me for, eu vo-lo mandarei. 8E quando vier, ele demonstrará ao mundo em que consistem o pecado, a justiça e o julgamento: 9o pecado, porque não acreditaram em mim; 10a justiça, porque vou para o Pai, de modo que não mais me vereis; 11e o julgamento, porque o chefe deste mundo já está condenado".

Santo do Dia - Santa Catarina de Sena

Santa Catarina de Sena Neste dia, celebramos a vida de uma das mulheres que marcaram profundamente a história da Igreja: Santa Catarina de Sena. Esta mulher, que foi reconhecida como Doutora da Igreja, era de uma enorme e pobre família de Sena, na Itália, onde nasceu em 1347.

Tendida à oração, silêncio e penitência, não se consagrou em uma congregação, mas continuou, no seu cotidiano dos serviços domésticos, a servir a Cristo e Sua Igreja, já que tudo o que fazia, oferecia pela salvação das almas. Através de cartas às autoridades, embora analfabeta e de frágil constituição física, conseguia mover homens para a reconciliação e paz como um gigante.

Dotada de dons místicos, recebeu espiritualmente e realmente, as chagas do Cristo; além de manter uma tão profunda comunhão com o pai, que deu origem à sua obra: “O Diálogo”. Comungando também com a situação do seu povo, ajudou em muito, socorrendo o povo italiano, que sofria com uma peste mortífera e, com igual amor socorreu Igreja que, com dois Papas, sofria divisão, até que Catarina, santamente, movimentou os Céus e a terra, conseguindo assim. Banir toda confusão. Morreu no ano de 1380, repetindo: "Se morrer, sabeis que morro de paixão pela Igreja".

segunda-feira, abril 28, 2008

PICI FIELD - 1944 - B24H 41-28750 "The Thunder Mug" 789th B.S.

By on 28.4.08



467th BG(H) – Bombarder Group - Esquadrão 789th - B-24 Liberator - B24H 41-28750 "The Thunder Mug" 789th B.S. - Tripulação comandada pelo Tenente Charles Kagy em Fortaleza, Brasil. Em Rota rota transatlântica pela America do Sul via Dacar no Segal a caminho da Inglaterra. De pé: Greeley Connatser, Richard Houlihan (com Herman de macacão), lees de Eric. Ajoelhados: John Nestor e Joseph Jannetta. Esta tripulação conseguiu completar 73 missões no ETO - European Theater of Operations - Mediterraneo em agosto/setembro de 1944 quando retornou aos Estados Unidos.

A foto acima foi tirada no antigo terminal do atual Aeroporto pinto Martins. A pista construída pelos americanos foi concluída em 10 de dezembro de 1943. E possiblitou pelo menos 1.778 os voos de traslado de aeronaves similares (bombardeiros) ao 'The Tunder Mug'. Os Voos de translado de aeronaves para a Europa duraram até 14 de maio de 1944. Nesta época o destacamento americano da USAAF era denominado 1155th Army Air Force Base Unit - Fortaleza 1155th AAFBU (Foreign Transport Station) at Adjiacento Afld.

As obras na área do antigo campo de Pouso do Alto da Balança so se deram depois de uma 'ferrenha' intervanção do Tenente Coronel Sampaio de Macedo, que se opós ao levantamento feito pelos americanos que desejavam edificar uma base no padrão europeu com pistas em 'V' exatamente onde hoje existe o bairro da aldeota.

O Nome do projeto era 'Mucuripe Field' (Mucuripe Afld) o vérticie das pistas seria na atual Avenida Desembargador Moreira nas proximidades do 'Circulo Militar' (onde inclusive o DNOCS realizou a perfuração de varios poços artesianos) e iria de lá até proximo a Igreja do Cristo Rei. (Não é a toa que o atual Hospital do Exercito - A época hospital dos americanos esta a onde está)

B24H 41-28750 "The Thunder Mug" 789th B.S.


Additional Remarks: Original aircraft with the 789th Squadron; last mission with the 467th was in August 44, thought to be declared "war weary". Left to right standing: Charles Kagy, Hugh Miner, Eric Lees, Larry Langer.Middle: Greeley Connatser, Russ Barry, Henry Baker. Bottom: Richard Houlihan, Joe Janetta, John Nestor

One of the original 789th Squadron crews they completed their missions by late July 44. Richard "Dick" Houlihan was something of a "happy warrior" already completing a tour in the Mediterranean and going on to complete 73 missions in the ETO before returning

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts