Os Indianos vão acabar voltando atrás e comprando o Gripen NG

FX-2: França muda embaixador no Brasil de olho em parceria

Postado por Alina Stewart quarta-feira, setembro 30, 2009 0 comentários

França muda embaixador no Brasil de olho em parceria

Yves Saint-Geours vai substituir Antoine Pouillieute e intermediar acordo em torno da caças Rafale

Andrei Netto, de O Estado de S. Paulo

O presidente do comissariado do Ano da França no Brasil e atual presidente do museu Grand Palais, de Paris, Yves Saint-Geours, 57 anos, será o novo embaixador da França em Brasília. A informação foi obtida pelo Estado na tarde desta quarta-feira, 30, em Paris, e confirma a especulação recorrente de que o atual embaixador, Antoine Pouillieute, deixará o cargo. À frente da representação francesa, Saint-Geours terá a missão de intermediar a Parceria Estratégica firmada entre os dois governos.

A confirmação da mudança foi feita no final da tarde desta quarta pelo Ministério das Relações Exteriores da França - antes mesmo que o Itamaraty anunciasse a informação de forma oficial. "Nós nos felicitamos que sua nomeação tenha recebido a concordância rápida das autoridades brasileiras. Isso é testemunha da qualidade e da confiança excepcional que marca as relações entre nossos dois países", disse a nota oficial do MRE francês.

Segundo Paris, a nomeação de Saint-Geours "se inscreve na continuidade" da gestão de Antoine Pouilleute à frente da representação francesa. A substituição, asseguram fontes diplomáticas dos dois países, era prevista e tem a ver com o fim do tempo de permanência de Pouilleute no Brasil, onde desempenha suas funções desde 2006. A troca no posto acontecerá em 20 de novembro, após o encerramento das atividades do Ano da França no Brasil.

A maior missão do novo representante será intermediar os acordos militares e civis celebrados em torno da Parceria Estratégica entre os dois países. No momento, o maior importante deles diz respeito à compra de aviões de caça na licitação FX-2, para a qual as aeronaves Dassault Rafale são favoritas.

Diplomata de carreira, Saint-Geours exerceu o cargo de embaixador da França uma única vez, na Bulgária, entre 2004 e 2007. Desde então, estava afastado das atividades políticas, presidindo o prestigiado museu Grand Palais, um das referências em cultura do país. Sob sua gestão, a instituição recebeu a mostra mais bem sucedida da história recente da França, a exposição Picasso e os Mestres, encerrada no início do ano. O reconhecimento no meio cultural lhe valeu o posto de presidente do Ano da França.

Além de diplomata e homem de cultura, Saint-Geours também é doutor em História e ex-docente de instituições de renome na França, como o Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences-Po) e a Escola de Altos Estudos de Ciências Sociais (EHESS). Dentre os quatro livros que publicou, três têm relações com América Latina: "A América Latina - da Independência aos Nossos Dias", "Estados y Naciones en Los Andes" e "La vie quotidienne en Amérique du Sud au temps de Bolivar".

"Dourado" é um navio do tipo Aviso de Patrulha (AviPa) encomendado pela Marinha do Brasil para atuar com o Grupamento de Patrulha Naval do Leste em Salvador (BA) (Foto: José Leomar)

Marinha recebe embarcação

Fonte: Diário do Nordeste

Embarcação será utilizada em ações de inspeção naval e fiscalização do tráfego aquaviário em Salvador

Com capacidade para desenvolver velocidades superiores a 25 nós (aproximadamente 45 Km/h) e autonomia para permanecer até três dias no mar sem necessidade de reabastecer, foi entregue no fim da tarde de ontem, à Marinha do Brasil, o Aviso de Patrulha (AviPa) "Dourado". Esta é a terceira embarcação da classe "Marlin" e a segunda de cinco que serão entregues pela Indústria Naval do Ceará (Inace) até o final de 2010.

A fabricação do navio custou o montante de R$ 20 milhões e é fruto do contrato assinado com a Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron) em dezembro de 2007.
Construído no estaleiro do Inace e lançado ao mar em 20 de julho de 2009, a embarcação foi e desenvolvida primordialmente para atender às atividades subsidiárias da Marinha do Brasil. Segundo o diretor-geral do Material da Marinha, almirante-de-esquadra Marcus Vinicius Oliveira dos Santos, "o AviPa ´Dourado´ terá contribuição importante nas ações de patrulha e inspeção naval e prevenção de qualquer delito na costa onde estará atuando", destacou.

A embarcação foi recebida, batizada e transferida para o setor operativo da Marinha do Brasil em solenidade realizada no Píer do Marina Park Hotel, na Praia de Iracema (Fortaleza) na presença de várias autoridades civis e militares tais como o comandante do 3º Distrito Naval, vice-almirante Edison Lawrence Mariath Dantas, o comandante do 2º Distrito Naval, vice-almirante Arnon Lima Barbosa, o diretor-técnico da Emgepron, contra-almirante Robério da Cunha Coutinho e do diretor presidente da Inace, Antônio Gil Fernandes Bezerra.

Para fiscalização

A embarcação tem capacidade para 10 pessoas e sua função principal é realizar ações de patrulha naval, fiscalização do tráfego aquaviário e ações de busca e salvamento e prevenção da poluição hídrica ao longo do litoral. O AviPa "Dourado" ficará subordinado ao 2º Distrito Naval, com sede em Salvador (BA) e sob a responsabilidade direta do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Leste. O AviPa entregue possui casco e superestrutura construído em alumínio e comprimento total de 22,80 metros. O nome é uma homenagem ao peixe peculiar, tanto pelo seu forte colorido quanto pela forma alongada e comprimida de seu corpo, a qual afina em direção à cauda, fato que o transforma em um peixe marinho rápido e aguerrido, características que devem acompanhar o navio, segundo os idealizadores.

http://www.radiomundial.com.ve/yvke/files/img_portada/t_abn_26_05_2009_26509940201chavez_lula_encuentro01_155.jpg

Para 'Time', Brasil é 'primeiro contrapeso real aos EUA no Ocidente'


Fonte: BBC Brasil - Via Ultimo Segundo

Uma reportagem publicada nesta quarta-feira na edição online da revista americana "Time" diz que, ao mediar a crise hondurenha, o Brasil se tornou "o primeiro contrapeso real" à influência americana "no hemisfério ocidental".

Considerando que o Brasil foi "trazido" para o coração do imbróglio pelos vizinhos, mais especificamente pela Venezuela do presidente Hugo Chávez, a revista diz que "Brasília se vê no tipo de centro das atenções diplomático do qual no passado procurou se afastar".

Entretanto, diz a "Time", o país "não deveria se surpreender" com o fato de ser chamado a assumir tal responsabilidade.

Para a publicação americana, "nos últimos anos, a potência sul-americana tem sido reconhecida como o primeiro contrapeso real aos EUA no hemisfério ocidental - e isto significa, pelo menos para outros países nas Américas, assumir um papel maior e mais pró-ativo em ajudar a resolver distúrbios políticos do Novo Mundo, como Honduras".

"Lula e Obama são colegas e almas gêmeas de centro-esquerda, mas quando Obama disse, no mês passado, que aqueles que questionam sua resolução em Honduras são hipócritas, porque são 'os mesmos que dizem que nós estamos sempre intervindo na América Latina'", recorda a reportagem, "ele estava incluindo o Brasil, que expressou sua preocupação em relação aos esforços dos Estados Unidos".

Diplomacia ativa

Citando a participação brasileira em crises regionais, como os conflitos diplomáticos envolvendo Colômbia e Venezuela, e a liderança das tropas do país no Haiti, a revista nota que a diplomacia brasileira é "dificilmente ociosa" na América Latina. "E Lula, um dos mais populares chefes de Estado do mundo, se tornou talvez o mais efetivo intermediário entre Washington e a ressurgente esquerda antiamericana latino-americana".

A reportagem discute a preferência da diplomacia brasileira por atuar nos bastidores, e sua autodefinição como sendo "decididamente não-intervencionista".

"Ao mesmo tempo, Lula está em uma cruzada para tornar o Brasil, que tem a quinta maior população mundial e a nona economia do mundo, um ator internacional sério", diz o texto.

"É difícil manter uma tradição não-intervencionista pristina com ambições como estas - e, cada vez, o hemisfério está dizendo ao Brasil que é um tanto ingênuo insistir que é possível fazer as duas coisas."

Para a "Times", "goste ou não, agora o Brasil está enfiado até o pescoço em Honduras, e o hemisfério está esperançoso de que isto signifique melhores prospectos para um acordo negociado entre Zelaya e os líderes golpistas".

Leia também:

http://4.bp.blogspot.com/_AxCuBauiBF0/SOVrmHdMvXI/AAAAAAAAAoQ/0RMiEsp2gHo/s400/Fx2_finalistas.jpg

COMPRA DE CAÇAS: País ainda espera propostas oficiais

Fonte: Diário do Nordeste

Segundo Nelson Jobim, nenhum dos interessados na venda dos caças protocolou oficialmente sua oferta

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou ontem que nenhum dos três países que concorrem ao programa FX2 (França, Suécia e Estados Unidos) protocolou oficialmente as propostas para a venda de 36 caças. Jobim também afirmou que o acidente na semana passada com dois caças franceses Rafale, fabricados pela Dassault, concorrente no FX2, não vai interferir no processo de escolha. A americana Boeing também concorre com o caça F18.

Jobim reiterou que o prazo para a entrega das propostas vai até o dia 2 (sexta-feira). O ministro criticou a posição da fabricante brasileira Embraer, que defende que os aviões fabricados pela sueca Saab, os caças Gripen, seriam mais apropriados por causa da transferência de tecnologia. "Não cabe à Embraer ter opinião a respeito desse assunto. Cabe ao governo brasileiro. E a Embraer não é parte do governo brasileiro", afirmou Nelson Jobim.

Programa nuclear
Jobim afirmou que o Brasil deve desenvolver um programa nuclear para fins pacíficos e enfatizou que o País não tem objetivo de usar essa tecnologia para o desenvolvimento de armas.

De acordo com o ministro, são três os principais motivos que devem impulsionar o Brasil a desenvolver a tecnologia nuclear: defesa, com o desenvolvimento de um submarino de propulsão nuclear para fins dissuasórios; produção de energia elétrica e fins fármacos.

"As observações do vice-presidente da República entram dentro da sua posição especialíssima de ter a manifestação de ideias próprias", afirmou Jobim, referindo-se às recentes declarações de José Alencar, que defendeu o uso da tecnologia nuclear para para defender as descobertas do pré-sal.

Honduras
Jobim afirmou que não há qualquer possibilidade de uma ação das Forças Armadas brasileiras para a resolução do impasse envolvendo a embaixada brasileira em Honduras. "Não há nenhuma possibilidade de se pensar em movimentos armados" , afirmou Jobim. "Não podemos entrar com força num país estrangeiro. A solução é exclusivamente diplomática". O ministro acredita que o governo hondurenho "terá a lucidez" de permitir a saída dos brasileiros que estão ilhados na embaixada

DNA aponta que crânio atribuído a Hitler pertenceu a mulher

Fonte: Terra - Via Arquivos do Insolito


O crânio, que durantes décadas acreditou-se ser do líder nazista Adolf Hitler, é na verdade de uma mulher.

A descoberta aconteceu graças um exame de DNA, feito depois que o arqueólogo Nick Bellantoni suspeitou que os ossos eram muito finos para serem de um homem, além de parecerem mais jovens .

O arqueólogo disse ao jornal Daily Mail que o exame comprovou sua teoria. O crânio é de uma mulher com idade entre 20 e 40 anos, ao menos 16 anos mais jovem do que Hitler quando morreu.



Existe, no entanto, a possibilidade de que o crânio seja de Eva Braun, mulher de Hitler, mas Bellantoni acredita que seria impossível comprovar a hipótese.


Eva Braun

A descoberta levanta dúvidas sobre as reais circunstâncias da morte do ditador nazista. Até então, acreditava-se que Hitler tinha se matado em abril de 1945, quando estava prestes a ser derrotado pelos soviéticos.

O crânio com uma marca de tiro, que chegou a ser exibido em Moscou, era considerado a principal evidência do suicídio.

No fim da Segunda Guerra Mundial, o corpo do ditador e da mulher teriam sido encontrados em seu bunker e cremados.

Posteriormente, o crânio e parte da mandíbula teriam sido desenterrados pelos soviéticos. A nova descoberta, no entanto, levanta suspeitas sobre as reais condições da morte de Hitler.

A imagem “http://1.bp.blogspot.com/_4ls2Qirqb0Y/SQQ-hFP2arI/AAAAAAAAAuk/X9z1aU5AKf0/S1600-R/Ban-Ki-Moon.jpg” contém erros e não pode ser exibida.
Ban Ki-moon condena ameaças à Embaixada do Brasil

AE-AP - Agencia Estado

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, descreveu as ameaças à Embaixada do Brasil em Tegucigalpa como "inaceitáveis" e "intoleráveis". Ele disse, durante entrevista coletiva na sede da entidade em Nova York, que está "profundamente preocupado" pelos últimos acontecimentos em Honduras.

"A lei internacional é clara: a imunidade soberana não pode ser violada", lembrou. "As ameaças ao pessoal da embaixada e suas premissas são intoleráveis. O Conselho de Segurança (CS) condenou esses atos de intimidação. Eu também faço isso, nos termos mais fortes", disse. "Exorto os atores políticos para que se comprometam de forma séria com o diálogo e os esforços de mediação regionais. Reafirmo que as Nações Unidas estão dispostas a auxiliar de qualquer forma."

Ban Ki-moon pediu ainda que seja garantida a segurança de Manuel Zelaya, deposto e expulso de Honduras em um golpe de Estado em 28 de junho. Ele retornou ao país há uma semana e, desde então, está abrigado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa.

FX-2: Gripen NG - O queridinho da Embraer

Postado por Alina Stewart terça-feira, setembro 29, 2009 1 comentários


O queridinho da Embraer

Por Marcelo Onaga - Portal Exame

A preferência da Embraer pelos caças suecos Gripen, tão criticada pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, não é nova. Há exatos dez anos, quando o governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso abriu a concorrência para escolher o novo caça da Força Aérea Brasileira, a empresa produziu um relatório técnico a pedido da Aeronáutica apontando as qualidades e problemas dos concorrentes. O destaque foi o Gripen, que competia na época com os russos Mig e Sukhoi e com o francês Mirage 2000, da Dassault. Os americanos F-16 e F-18 eram carta fora do baralho porque o governo americano não permitia a transferência de tecnologia. Meses depois, a Embraer firmou uma sociedade com um consórcio formado pelas francesas Thales, Dassault e Snecma. Naquela ocasião, os concorrentes fecharam parcerias com empresas locais. Obviamente a escolhida da Dassault foi a Embraer. E a preferência da Embraer passou a ser os Mirage 2000.

O governo mudou, a concorrência foi adiada e agora, dez anos depois e já sem os franceses na sociedade, a Embraer volta a preferir os Gripen. Ao contrário do que pensa Jobim, um declarado defensor dos Rafale da Dassault, a Embraer tem motivos para opinar sobre qual caça ela prefere. Pelo que prevê o edital de concorrência, seja quem for o vencedor ele terá de firmar uma parceria com a Embraer para transferência de tecnologia. Não bastasse esse motivo, a Dassault é uma rival importante da Embraer no mercado mundial de aviação executiva. Hoje cambaleante, graças à crise mundial, a Dassault depende dos bilhões de dólares que o governo brasileiro pode pagar pelos Rafale para se reerguer. Colaborar com a recuperação da companhia francesa não vai ajudar os milhares de brasileiros que foram demitidos pela Embraer no início do ano a reaver seus empregos.

Já a Força Aérea Brasileira tem opiniões divididas. Os pilotos, que gostam de aviões possantes, grandes e bem-sucedidos em operações de combate preferem os F-18 da Boeing. Já o comando da Aeronáutica tem dito em conversas reservadas que prefere os Gripen. Os Rafale só encontram o apoio de Lula e Jobim. Mas talvez seja o deles que importa.

Esquadrilha da Fumaça em Fortaleza em Novembro de 2009

Segundo o site SBF-ATC, o Esquadrão de Demostração Aérea conhecido como Esquadrilha da Fumaça estará no dia 13/11 em Caucaia-Ce e no dia 14/11 na Base Aérea de Fortaleza, o horário das apresentações ainda não esta definido.


Alonso-Ferrari. Kubica-Renault. Barrichello-Williams. Rosberg-Brawn. Raikkonen-McLaren.

Fonte: Formula 1 2009

O mercado de transferências chega à sua fase mais decisiva da época.

Com a pedra central de todo o tabuleiro a ser anunciada esta semana) tudo indica na 5ª ou 6ª feira em Suzuka), todo o xadrez dos pilotos principais para 2010 vai ajustar-se.



1. Fernando Alonso será, por fim, anunciado na Ferrari. A história tem barbas mas ficou atrasada devido ao acidente de Felipe Massa na Hungria, à espera em relação a certezas de que ele voltaria às pistas e...mais recentemente, devido ao valor exigido por Kimi Raikkonen para ver o seu contrato rescindido.

Em Singapura, após o final da corrida em que Fernando deu o 1º pódio da temporada à escuderia francesa, houve a despedida oficial entre choro de alegria depois dos últimos dias difíceis e choros de tristeza, com a certeza que Alonso diz embora à equipa.

O novo director-geral da Renault, Jean-François Caubet, declarou mesmo às televisões no final da corrida: "Vamos sentir falta dele, mas ele também vai ter saudades nossas".

O "El País" revela que o acordo entre Alonso e Ferrari tem mais de um ano e que Raikkonen tem sido mesmo o grande empecilho à ida de Fernando para a Scuderia, o que poderia inicialmente, até, ter acontecido já esta época (digo eu, que Alonso não está nada arrependido de não ter sido tal a forma como a Ferrari e as restantes grandes foram surpreendidas pelo rendimento das rivais em 2009).

O jornal "As" avança que o contrato de Alonso será por 5 anos, até 2014. O "El País" dá conta que o contrato é de 3 anos com 2 de opção, o que coincide com o contrato que o Banco Santander fechou há semanas com a Ferrari.

2. Da Ferrari sai Kimi Raikkonen, rumo à McLaren. Um regresso a Woking ainda não confirmado mas já tornado evidente quando Martin Whitmarsh não desmente o interesse no regresso de Raikkonen.

O maior problema seria o salário do piloto finlandês. E aí é que a Ferrari entra, com a possibilidade da Scuderia pagar com a sua indemnização parte do salário de Raikkonen na McLaren.

Raikkonen foi piloto McLaren entre 2002 e 2006, onde foi vice-campeão em 2003 e 2005, e dá-se muito bem com vários elementos da equipa.



Norbert Haug foi confrontado com o problema de ter dois pilotos de ponta na mesma equipa. O duelo que acabou mal entre Hamilton e Alonso está à vista de todos. MAS Norbert Haug diz que ter dois grandes pilotos e ex-campeões do mundo na mesma equipa, não é problema.

Martin Whitmarsh e Norbert Haug mencionam ainda uma filosofia da equipa: "A McLaren nunca teve a filosofia de especificar um número um. Apenas queremos ter os melhores pilotos disponíveis nos nossos carros", afirmou Whitmarsh.

Ou seja, Kimi vai entrar.

A manutenção do Banco Santander na McLaren apesar do acordo com a Ferrari, facilita o negócio.

O Banco Santander torna-se um dos maiores patrocinadores da Fórmula 1 com um investimento total de cerca de 95 milhões de euros, só com o dinheiro colocado directamente nas 2 equipas.



O ING Bank, gastava 80 milhões de euros anualmente com a Renault F1 Team e patrocínio oficial de alguns GPs.

O Santander vai pagar 50 milhões de euros por ano, durante 3 anos, à Ferrari. E ainda tem mais dois anos de opção. 150 Milhões de euros no total.

O Banco vai "bancar" 50% do salário de Alonso, ao ritmo de 20 milhões de Euros por temporada.

Quanto à McLaren-Mercedes, o Santander voltou a assinar em função da chegada de Kimi Raikkonen por duas temporadas por 25 milhões de euros. Tal representa 50% do salário que Kimi vai receber.

Ou seja. Um investimento total de 90 a 95 milhões de Euros em 2010 e de 75 milhões em 2011.

3. Para compensar a saída do espanhol, a Renault terá optado por Robert Kubica (livre da BMW) para ser o 1º piloto da equipa.



4. Apesar do excelente campeonato que está a fazer, Rubens Barrichello vai perder o lugar na Brawn. É que a equipa não prescindiria de Button, em particular sabendo-se que será o provável campeão do mundo. E a questão é que a Mercedes que se prepara para adquirir a equipa em 2011, quer ter um piloto alemão com futuro. Como Vettel continua fixo à Red Bull, a aposta de Norbert Haug recai em Nico Rosberg, que ruma à Brawn GP.



5. Rubens Barrichello tem mercado à sua espera. Veterano, bom "acertador" de chassis (Button que o diga, pois tem ido buscar em vários treinos os acertos do brasileiro), ele tem na Williams a escuderia provável para encerrar carreira, como piloto com experiência para complementar com o novo campeão da GP2, o alemão Nico Hulkenberg.

A Williams F1 poderia, além de Barrichello, ter as hipóteses de Robert Kubica e Heikki Kovalainen. Mas Kubica terá assinado pela Renault. E Kovalainen que era uma solução de negociação de Frank Williams com Flávio Briatore para poder dispor de motores Renault em 2010, caiu por terra com o "Caso Piquet".

Restava Rubens.



6. Quem ficou esta segunda-feira livre para negociar e entrar no xadrez das transferências, foi Timo Glock. O alemão da Toyota ficou livre no dia seguinte à conquista do 2º lugar em Singapura. A Toyota diz que não dispensou mas que "abriu as portas a que ele negoceie com outros". Especulação de que Jarno Trulli também possa deixar a escuderia, deixam no ar a ideia de que a Toyota se pode preparar para abandonar a F1.

Ou então, não. Renovar por completo o seu line up.

Nakajima pode ser um dos pilotos a recrutar pela Toyota, caso permaneça.



7. Com a chegada de Raikkonen à McLaren, Heikki Kovalainen fica livre no mercado e sem a influência de Flávio Briatore para o colocar numa equipa competitiva. A Toyota, seria nas actuais circunstâncias, um bom poiso para o finlandês. Mas um regresso à Renault não é possibilidade de desprezar.




VATANEN ATROPELA ECCLESTONE E SURPREENDE TODT

Em Singapura, Jean Todt fez um raid de relações públicas e de campanha para a sua candidatura à presidência da FIA. Ele tem o apoio de Mosley, de Ecclestone e de um sem número de nomes importantes. Jogou com patrocinadores, fez tudo bem feito e até parece que já se sente no lugar de topo.

E foi assim que Jean Todt foi passeando com as câmaras de TV a seguirem-no, num desfile de campanha no momento da pré-grelha de partida. Cumprimentando toda a gente que queria.

Só que Vatanen fez o raid mais importante que poderia fazer para acabar com a exclusividade daquele momento. Até atropelando Ecclestone que reclamou "Hei...cuidado, não empurres!", Vatanen como louco para estender a mão a Todt. E quebrar ali o momento, deixando Todt sem poder reagir mal, a estender a mão, mas surpreendido, pois aquele era o cumprimento que não gostava de ter nem fazer.

Marketing de guerrilha pura de Vatanen. Brilhante na acção. Entrando rebelde pela festa dentro sem pedir licença, ora cá estou eu!

Quando se está em desvantagem, estas dão gozo e valem como uma vitória. Pode não chegar para o triunfo, mas ganha adeptos por certo. O de um homem sem medo que assume que é, claramente, o homem que corre por fora e representa uma total mudança de cultura.

A imagem vale por si. A tranquila descida pela grelha em tom de passeio de Todt, o favorito vs. um impulso de entrar por ali e quebrar com regras estabelecidas, de Vatanen.

Todt tem o apoio mais importante dos nomes grandes.

Vatanen conquista apoios na Ásia, África, no Golfo e alguns Europeus.

Ao Telegraph, Vatanen afirma que o status quo actual da Fórmula 1 tem medo dele mas que com ele, será um renascimento.

Mas, de novo, mesmo que perca...Vatanen ganhou neste raid em Singapura, como estes 12 segundos comprovam.





LOTUS APRESENTA CREDENCIAIS


Oitenta milhões de libras, quase a bater os 100 milhões de Euros é o investimento necessário para colocar o nome Lotus de novo na Fórmula 1 no próximo ano. A marca, propriedade da empresa de automóveis nacionais malaia Proton, reentrará com o projecto 1Malaysia no pelotão. Apoiado pelo Grupo Tune, propriedade do fundador da AirAsia, Tony Fernandes, a Lotus interrompe a ausência iniciada na temporada de 1994. Presente em Singapura, Fernandes adiantou que a escuderia está a contratar cerca de 225 pessoas para os departamentos de aerodinâmica, mecânica e electrónica.

O projecto 1Malaysia garantiu permissão para uso do nome Lotus, por parte da Proton, que detém os direitos do seu uso. Os carros da equipa recém-formada serão projectados e fabricados no próprio circuito de Sepang em Kuala Lumpur, Malásia, que será o local da fábrica da equipa.

FOTO:GPUpdate.net





Pânico na TV lava alma do Rubinho Barrichello...

Fonte: BrasilWiki

Domingo passado, vi umas das cenas mais engraçadas e bem boladas da turma do Pânico da TV, e talvez uma das melhores da televisão nos últimos anos... Genial aquela sátira em cima de uma novela da Globo, onde no final alguém dá um depoimento, emocionado e carregado, de uma lição de vida... E colocaram a caricatura do Rubinho Barrichelo contando seus dramas, suas derrotas, as humilhações que lhe fazem ao longo da sua carreira...

Só as caretas do carioca já eram suficientes pra matar de rir, mas o desfecho foi algo surpreendente, hilário, genial e disse aquilo que muitos gostariam de dizer e desabafar, principalmente o Rubinho Barrichelo, que a esta altura, deve estar se sentindo de ALMA LAVADA... O Pânico ironizou a galera do CASSETA e a eles mesmos... Rubinho deve estar rindo até agora, assim como eu...

Parabéns à galera do Pânico, que vêm se destacando, longe, como o melhor programa de comédia da televisão e dando um SHOW no domingo, derrubando as briguentas e desaforadas Globo e Record... Marilia Gabriela que o diga... Viu, gostou e foi lá também faturar um ibope em cima das concorrentes...


China elabora mapa da lua em três dimensões

Fonte: AFP

A China elaborou um mapa de alta definição em três dimensões de toda a superfície da lua, informa a imprensa oficial, o que prepara o caminho para uma futura missão ao satélite.

Depois de ter enviado o primeiro homem ao espaço em 2003 - o terceiro país a alcançar a façanha -, a China planeja enviar um voo não tripulado à superfície lunar em 2012 e uma missão tripulada ao satélite da Terra até 2020.

O mapa foi elaborado com o uso de imagens obtidas por uma câmera instalada na primeira sonda lunar chinesaa - a Chang'e 1 -, lançada em outubro de 2007, segundo a agência Xinhua (Nova China).

Liu Xianlin, membro da Academia Chinesa de Cartografia, afirmou que o mapa em três dimensões permitirá aos cientistas estudar as características da superfície lunar e melhorar a compreensão de sua geologia e sua evolução.



Romênia com Mirage 2000-9 Ex- Emirados Árabes Unidos
By Vinna com informações do ziua.net

A Romênia poderá ser o destino de parte dos caças franceses Mirage 2000-9 que estão em operação nos Emirados Árabes Unidos - EAU caso o país árabe resolva adeqüei o Rafale, segundo informou o Francês "Le Point".

Segundo o jornal os Mirage 2009-9 devem ser recebidos pela frança como parte do pagamento caso se efetive a compra pelos Emirados Árabes Unidos – EAU de 63 aeronaves Rafale. O Negócio so não foi fechado porque a mais de um ano o o governo francês tenta, encontrar um cliente para os Mirage 2000-9.

Segundo a última edição da revista Inteligência On Line, a Romênia mostrou interesse em adquirir os Mirage 2000-9 para estes substituam seus antigos MiG-21 modernizados com aviônica israelense da empresa Elbit.

Os Romenos querem a nova aeronave de combate que entre em operação o mais rápido possível. Entretanto a proposta francesa concorre com a americana que ofereceu lotes de caças F-16 (12 por lote) que seriam submetidos a uma modernização com equipamento de última geração ao custo de 600 milhões de dólares. A opção pelos Mirage 2000-9 pela Romênia esbarra ainda na possibilidade de entrega somente em 2014 ano em que os Rafale devem estar entrando em operação nos Emirados Árabes Unidos.

[2fce0b4c-a9a8-11de-98be-42a400a9fc7f.jpg]

Investigação sobre acidente com caças Rafale no Mediterrâneo
será enviada ao Brasil


Reuters/Brasil - Via: O Globo

Os resultados de uma investigação sobre a queda de dois caças Rafale no Mar Mediterrâneo na semana passada será entregue ao Brasil, que negocia a compra de 36 aeronaves do modelo, informou o Ministério da Defesa da França nesta segunda-feira. (Infográfico: Saiba como foi o acidente com o Rafale e conheça outros caças na concorrência da FAB)

As duas aeronaves da Marinha francesa caíram na última quinta-feira a cerca de 30 quilômetros da cidade de Perpignan, provavelmente após colidirem no ar, disseram as autoridades franceses. Somente um dos pilotos foi resgatado.

O acidente aconteceu em meio às discussões para a venda dos Rafale, fabricados pela francesa Dassault ao Brasil. Se concretizada, a venda será a primeira exportação do caça de nova geração após anos de tentativas fracassadas.

Também estão na disputa para fornecer caças ao Brasil o F-18 Super Hornet, da norte-americana Boeing, e o Gripen NG, da sueca Saab. As três companhias têm até o dia 2 de outubro para apresentar melhorias nas propostas enviadas à Força Aérea Brasileira (FAB).

O porta-voz do Ministério da Defesa francês Laurent Teisseire disse em entrevista coletiva que o resultado completos da investigação será divulgado ao Brasil.

- Com um parceiro importante como o Brasil, obviamente quando a hora for apropriada e de acordo com uma forma que, pelo meu conhecimento, ainda não foi determinada, haverá transparência, como seria o esperado entre dois países parceiros - disse.

- É tradicional que os resultados de uma investigação aeronáutica seja compartilhada dentro da comunidade aeronáutica - acrescentou. - O objetivo é que todos - a comunidade de compradores e mais genericamente a comunidade das pessoas que voam - tenham o melhor entendimento do que aconteceu.

O acidente gerou questionamentos sobre seu possível impacto em um eventual acordo com o Brasil, mas o ministro da Defesa brasileiro, Nelson Jobim, disse que o ocorrido não influenciará a escolha brasileira.

- Acho que isso não tem a ver, eu não conheço o problema (dos caças), mas a informação que se tem é que houve uma falha humana - disse Jobim após participar da abertura de um seminário internacional sobre energia nuclear no Rio de Janeiro. - Se isso fosse verdadeiro, não poderíamos mais estar comprando aviões Boeing - disse o ministro, ao se referir a acidentes na aviação comercial.

Ainda sobre a concorrência, Jobim disse nesta segunda-feira que não levará em consideração a opinião da Embraer na escolha dos caças. A empresa havia afirmado que a melhor escolha do governo seria a do caça Gripen NG, da sueca Saab, por causa das vantagens com a proposta de maior transferência de tecnologia.

Segundo Jobim, até agora nenhuma das concorrentes protocolou sua nova proposta junto ao governo para a venda dos caças.

Tanto Jobim quanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva já expressaram preferência pelo caça francês na disputa.

Durante visita ao Brasil do presidente da França, Nicolas Sarkozy, no início do mês, os dois países anunciaram que haviam aberto negociações para a compra do Rafale pelo Brasil. Entretanto, no dia seguinte ao anúncio, amplamente interpretado como uma vitória do caça francês na concorrência, o Ministério da Defesa afirmou que a disputa ainda não estava definida e que as três fabricantes poderiam apresentar melhorias em suas ofertas.


Helicóptero de ataque T-129 da Turquia realiza seu primeiro vôo

By Vinna com informações do Milaz

O primeiro protótipo do helicóptero de ataque T129 destinado a Turquia fez seu vôo inaugural em uma instalação da AgustaWestland em Vergiate, na Itália. A aerovave faz parte de uma encomenda que visa a aquisição de 50 helicópteros T129, que são baseadas no helicóptero AgustaWestland A129 Mangusta agora em serviço no Exército Italiano.

O protótipo T129 foi pilotado por pilotos de teste da Agusta/Westland e um piloto turco da Turkish Aerospace Industries (TAI). As empresas são parceiras no programa, que conta com a participação turca na concepção, desenvolvimento e produção da aeronave. AgustaWestland abriu um centro na Itália para treinar engenheiros turcos para o programa.

Mais Super Tucano para a Colômbia

O governo colombiano está negociando com a Embraer a aquisição de um lote adicional de aeronaves de treinamento avançado e ataque leve EMB-314 Super Tucano.

Segundo informações de fontes confiáveis, seriam 10 aeronaves ao custo total de aproximadamente US$ 70 milhões.

A Força Aérea Colombiana já opera 25 Super Tucanos encomendados em maio de 2005. Essas aeronaves vêm demonstrando uma eficiente performance em missões de patrulhamento do espaço aéreo colombiano, tendo já participado de bem sucedidos ataques contra guerrilheiros das FARC.

http://2.bp.blogspot.com/_AxCuBauiBF0/SSK0JMTpuuI/AAAAAAAABA8/TZvuiYBux6k/s400/Eurofighter+Typhoon1.jpg

Áustria recebe seu último Eurofighter
O país foi o primeiro cliente de exportação do Typhoon.

Fonte: Defesa Brasil

A Austria recebeu ontem o seu 15º e último Eurofighter Typhoon. A aeronave foi montada na EADS Defense & Security Manching nas proximidades de Munique, na Alemanha.

O contrato que além das aeronaves inclui armamento, equipamentos e peças sobresalentes foi assinado em julho de 2003 entre o governo austríaco e a Eurofighter GmbH. O contrato também prevê simuladores de voo, treinamento de equipes de solo e suporte logístico. Os Typhoons começaram a realizar missões operacionais de patrulha aérea apenas 11 meses após a entrega da primeira aeronave em 12 de julho de 2007. Desde a entrada em serviço as aeronaves já voaram cerca de 1.100 horas partindo de sua base em Zeltweg.

“A entrega do último Eurofighter Typhoon para a Aústria proporciona ao país a melhor capacidade de defesa aérea disponível para venda no mundo, além de ter o melhor custo benefício. Com essa entrega, estamos próximos de entregar a aeronave número 200, fato que deve ocorrer até o final do ano. “, disse Enzo Casolini, CEO da Eurofighter.

http://4.bp.blogspot.com/_dTibRPk7UfE/Sqf69OGeaOI/AAAAAAAAAWw/4bc-gJ5YfR8/s400/Rafale.jpg
Exportações de armas da França atingem maior nível desde 2000

Fonte: Terra

Acordos com Brasil, Marrocos e Arábia Saudita levaram a uma alta de 13% na venda de armas pela França no ano passado, o nível mais alto desde o ano 2000, informou o governo francês nesta segunda-feira, salientando os esforços feitos por Paris para conquistar novos mercados.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, lançou uma iniciativa para garantir novos negócios para 50 mil trabalhadores da área de alta tecnologia empregados de forma direta ou indireta na indústria de armas da França e tentar deter a escassez de pedidos de exportação para o caça francês Rafale.

As companhias francesas levaram 6,6 bilhões de euros em novas encomendas no ano passado, fortalecendo a posição da França no quarto lugar entre os maiores exportadores mundiais de armamentos, atrás dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha e da Rússia, informou o Ministério da Defesa.

Entre os contratos ganhos estão a parte da França nos acordos aeroespaciais com o Brasil e a Arábia Saudita assegurados pelo grupo franco-alemão-espanhol EADS e um contrato de fragatas com o Marrocos, que impulsionará o grupo privatizado do setor de eletrônica Thales.

A França tem cerca de 7% do mercado global de armas, que está se afastando da forte dependência do Oriente Médio.

Ainda este mês, Sarkozy enviou uma delegação de exportação de armamentos ao Brasil, que está com um acordo em andamento para comprar quatro submarinos franceses, além de 50 helicópteros EC725 Super Cougar, encomendados à Eurocopter, subsidiária da EADS, no ano passado.

"Estamos nos afastando da ideia clássica de que a França exporta apenas para o Oriente Médio e fazemos o que é necessário para responder às necessidades da Europa, da Ásia e da América Latina", disse o porta-voz do Ministério da Defesa francês, Laurent Teisseire.

O Brasil também avalia se compra os caças francesas Rafale, fabricados pela Dassault Aviation.

O maior país da América Latina selou uma aliança de defesa estratégica com a França e o governo já manifestou preferência pelo avião Rafale, da Dassault, que compete com os modelos da Boeing e da sueca Saab.

A Força Aérea brasileira, porém, estendeu na semana passada o prazo para 2 de outubro para que as companhias apresentem suas propostas melhoradas.

O Brasil busca uma proposta ampla de transferência tecnológica e montagem local como parte do contrato para comprar 36 caças. O negócio pode ainda ser estendido para a compra de mais de 100 aeronaves.

A disputa ilustra como os compradores estão forçando a realização de negócios difíceis em troca de contratos lucrativos, enquanto as companhias ocidentais enfrentam uma estagnação dos gastos em defesa em seus países de origem.

"A crise financeira global funciona como uma ficha de barganha útil", disse Paul Holtom, funcionário do Stockholm International Peace Research Institute, do comércio de armas mundial.

"No Brasil, a França demonstrou que está disposta a transferir muita tecnologia; é um caso onde os compradores não querem apenas o equipamento pronto, mas em boa parte os projetos."

Os EUA e a Suécia também disseram que serão capazes de cumprir as exigências de transferência de tecnologia feitas pelo Brasil.


Bombardier ganha contrato para trem de alta velocidade na China

Reuters/Brasil Online - Via O Globo - Por John McCrank (Reportagem adicional de Isheeta Sanghi em Bangalore)

A canadense Bombardier afirmou nesta segunda-feira que sua joint venture chinesa ganhou um contrato de 4 bilhões de dólares do Ministério de Ferrovias da China, para o fornecimento de 80 trens de alta velocidade.

A Bombardier Sifang (Qingdao) Transportation, joint venture entre Bombardier, CSR Sifang Locomotive e Rolling Stock, irá fornecer à China 80 trens modelo Zefiro, que têm capacidade máxima de velocidade de 380 quilômetros por hora, disse a empresa.

A fatia da Bombardier no contrato vale cerca de 2 bilhões de dólares, e o primeiro trem deve ser entregue em 2012, enquanto as últimas entregas estão marcadas para 2014.

As ações da Bombardier, maior fabricante de trens do mundo e terceira maior em aeronaves, chegaram a registrar alta de 0,35 dólar canadense, ou 7,7 por cento, aos 4,92 dólares canadenses, na bolsa de valores de Toronto na manhã desta segunda-feira.

Marinha do Brasil encomenda lote de mísseis MSS-1.2

Valor da encomenda é de R$ 21,7 milhões.

Raul Pereira Micena - Fonte: Defesa Brasil

A Diretoria de Sistemas de Armas da Marinha contratou junto à Mectron o fornecimento do sistema de armas anticarro MSS-1.2. O valor do contrato é de 21,7 milhões de reais, conforme publicado no Diário Oficial da União.

Atualmente, a Marinha do Brasil está equipada com mísseis BILL, operados pelo Corpo de Fuzileiros Navais. De fabricação sueca, estes mísseis deverão deixar seu estado operacional dentro de 3 anos.

Este é, portanto, o segundo contrato de venda deste sistema de mísseis obtido pela Mectron. No fim do ano passado, a empresa havia fechado um contrato no valor de 25,6 milhões de reais para o fornecimento do lote piloto do MSS-1.2 ao Exército Brasileiro, que deverá ser entregue em quatro anos.

O extrato de dispensa de licitação, onde consta a compra, não especifica a quantidade de mísseis a serem fornecidos.



Tensão em avião na hora de pousar em Fortaleza

Postado por Vinna segunda-feira, setembro 28, 2009 0 comentários

http://1.bp.blogspot.com/_IyWI7ZIT76Q/SpKjcUk_CKI/AAAAAAAAMcw/NFGTlx61whg/s400/ocean-air2.jpg

Tensão em avião na hora de pousar em Fortaleza

Fonte: TV Verdes Mares/Portal Verdes Mares Aviation News

Susto em um voo da Ocean Air, que vinha de Juazeiro do Norte para Fortaleza, no Ceará, na tarde desta segunda-feira (28).

Na hora do pouso, o comandante identificou um problema nos flaps - equipamento que auxilia os freios da aeronave, e precisou arremeter.

Segundo a Infraero, depois de dar uma volta sobre a Capital cearense, o comandante comunicou à torre que pousaria e que não precisaria de autorização para um pouso de emergência.

A aeronave não precisou de manutenção e seguiu viagem para Brasília.

Presidente deposto Manuel Zelaya

Governo de fato endurece repressão em Honduras e OEA reage

Fonte: AFP

O governo de fato de Honduras fechou nesta segunda-feira dois meios de comunicação após decretar a restrição das liberdades públicas, levando o deposto presidente Manuel Zelaya a pedir uma ação imediata da comunidade internacional.

A emissora de rádio Globo de Tegucigalpa, um dos últimos meios opositores ao regime no país, foi fechada e o canal de televisão 36, que também mantinha uma linha de oposição, estava cercado por militares e com o sinal cortado, mas não foi confirmado até o momento se as instalações foram tomadas.

A Rádio Globo já havia sido fechada pelo regime nos primeiros dias após o golpe de Estado que derrubou o presidente constitucional Manuel Zelaya, em 28 de junho.

Na noite de domingo, o governo de fato emitiu um decreto que restringe as liberdades públicas com o propósito de contra-atacar as atividades do movimento que busca o retorno de Zelaya à presidência.

Entre outras medidas, o decreto autoriza "impedir a emissão por qualquer meio, falado, escrito ou televisionado, de manifestações que atentem contra a paz e a ordem pública", ou que "atentem contra a dignidade humana dos funcionários públicos ou as decisões governamentais.

A princípio, o governo informou que o decreto deveria ser ratificado pelo Congresso para vigorar por 45 dias a partir da aprovação legislativa.

As medidas ocorreram um dia depois que as autoridades de fato detiveram e impediram a entrada no país de quatro membros da Organização dos Estados Americanos (OEA).

A OEA havia anunciado o envio de um grupo para adiantar os preparativos da missão mediadora da crise política que abala Honduras desde o golpe de Estado que derrubou Zelaya, em 28 de junho passado.

O secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, condenou a medida: "lamentamos esta decisão e a consideramos incompreensível", já que o próprio governo de fato de Honduras havia aceito a próxima visita da missão de chanceleres da OEA.

Insulza também afirmou que o estado de sítio decretado em Honduras é incompatível com a normalização da situação no país e com a realização de eleições democráticas.

"As possibilidades de uma normalização em Honduras, visando a um restabelecimento constitucional, e a realização de eleições democráticas, é o caminho contrário ao escolhido no dia de ontem", afirmou Insulza em uma sessão extraordinária do Conselho Permanente da OEA.

"Em nenhum país é possível conciliar os dois processos que estão em andamento", acresentou secretário-geral.

Já o representante americano ante a OEA, Lewis Amselem, declarou que a volta clandestina do presidente deposto a seu país foi irresponsável e não serve aos interesses de seu povo, declarou nesta segunda-feira

"O retorno do presidente Zelaya a Honduras é irresponsável e não serve nem aos interesses de seu povo nem aos das pessoas que buscam o restabelecimento pacífico da ordem democrática em Honduras", afirmou Amselem ante o Conselho Permanente da OEA, reunido em sessão extraordinária.

"As pessoas que facilitaram o retorno do presidente Zelaya têm uma especial responsabilidade em prevenir a violência e o bem-estar do povo hondurenho", explicou o diplomata, sem dar maiores detalhes.

O secretário adjunto da ONU encarregado de assuntos políticos, Lynn Pascoe, por sua vez, afirmou que uma ação que desrespeite a inviolabilidade da embaixada do Brasil em Honduras seria um desastre.

"Será um desastre se ocorrer alguma ação que viole a lei internacional que garante a inviolabilidade das embaixadas", assinalou Pascoe em coletiva de imprensa.

Pascoe descreveu como uma "séria mudança negativa" da crise em Honduras o ultimato que o governo de fato lançou no fim de semana contra o Brasil, dando dez dias para definiri a situação de Zelaya sob a ameaça de expor sua embaixada à perda do estatuto diplomático.

"Este é um problema muito sério para todos nós", afirmou Pascoe, que também mostrou sua preocupação pelo agravamento da situação depois que o governo de fato decretou a restrição das liberdades públicas e fechou dois meios de comunicação que linha opositora.

Por fim, Zelay declarou que a comunidade internacional deve reagir imediatamente para evitar um magnicídio em Honduras.

"A comunidade internacional tem que reagir imediatamente antes que ocorra um magnicídio", declarou à AFP o presidente, que está refugiado na embaixada do Brasil em Tegucigalpa, cercada por centenas de efetivos militares e policiais.

"Eles silenciaram as únicas vozes o que o povo hondurenho tinha, estão matando nosso espírito de forma cruel e desumana", disse Zelaya.

Zelaya disse que o fechamento da rádio e da tv é uma evidência de que foi instaurada uma ditadura brutal em JHonduras, a mais dura que o país já viu em sua história". Segundo ele, a situação deve se agravar ainda mais daqui em diante.

http://1.bp.blogspot.com/_L-aIG-7AW7I/SmtAW4rwjZI/AAAAAAAAFJE/pfXcUPavcis/s400/Zelaya+fez+fugidia+passagem+pela+fronteira+mas+nao+encontrou+simpatizantes+e+saiu+em+poucos+minutos.jpg
EUA: retorno de Zelaya a Honduras foi 'irresponsável'

Da France Presse - Via G1

O retorno do presidente deposto, Manuel Zelaya, a Honduras foi "irresponsável", declarou nesta segunda-feira o representante dos Estados Unidos na OEA, Lewis Amselem, em um aparente giro da posição de Washington sobre a crise.

"A volta do presidente Zelaya a Honduras foi irresponsável e não serve nem aos interesses de seu povo nem aos interesses dos que buscam o restabelecimento pacífico da ordem democrática em Honduras", disse Amselem durante uma reunião extraordinária do Conselho Permanente da OEA.

Os 33 países da OEA se reuniram em caráter urgente para analisar a situação em Honduras após a decretação do estado de sítio no país centro-americano, e para condenar a expulsão de quatro de seus altos funcionários, que foram barrados no aeroporto de Tegicugalpa.

Após condenar a expulsão dos funcionários, Amselem criticou duramente a presença de Zelaya na embaixada brasileira em Tegucigalpa, onde permanece ao lado de dezenas de partidários.

"Deveria exercer sua liderança e pedir a seus seguidores que se manifestem pacificamente". Zelaya, como o regime de fato, "devem entender que o povo está sofrendo", destacou o diplomata.

O presidente deposto, que está há uma semana abrigado na embaixada do Brasil, após entrar secretamente no país, "deveria parar de agir como se estivesse em um velho filme de Woody Allen".

Em aparente referência ao Brasil e à Venezuela, Amselem destacou que os que facilitaram a volta de Zelaya a Honduras têm especial responsabilidade para prevenir a violência e manter o bem-estar do povo hondurenho".

familia-emb-170-190-foto-embraer

Venda da Embraer para Argentina pode ter sido superfaturada

Fonte: Marina Guimarães (Agência Estado) - Aviation News
Segundo reportagem do jornal 'La Nácion'; superfaturamento seria de US$ 100 mi e compra foi feita sem licitação

O acordo entre a fabricante brasileira de aviões Embraer e o governo argentino de Cristina Kirchner para a venda de 20 aeronaves brasileiras à estatal Aerolíneas Argentinas está sob suspeita de superfaturamento, segundo informações publicadas nesta segunda-feira, 28, pelo jornal La Nácion. Os 20 aviões modelo E190AR deverão começar a chegar ao país em julho de 2010 e vão custar US$ 698 milhões, dos quais 85% serão financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e 15% pelo Estado argentino. As estimativas são de que o superfaturamento na compra dos 20 aviões estaria ao redor de US$ 100 milhões, conforme o jornal. Ainda segundo o La Nácion, o governo argentino não realizou uma licitação pública para a compra dos aviões,o que seria ilegal.

Cada unidade custa US$ 34,9 milhões à Argentina, mas segundo levantamento realizado pelo jornal, em novembro do ano passado, pelo mesmo modelo, a Aeroméxico pagou US$ 29 milhões, e em julho último, a TACA Airlines pagou US$ 30,5 milhões. Segundo a revista especializada Aircraft Commerce, a Air Europa pagou US$ 31 milhões pelo E195AR, "um preço idêntico ao que publicou em dezembro a revista Airline Fleet Management", destaca o jornal. Procuradas pela reportagem da Agência Estado, a Embraer e o BNDES, até às 13h50, não tinham um posicionamento sobre as informações veiculadas pelo La Nácion.

Ao La Nácion, o Ministério de Planejamento, ao qual a Secretaria de Transportes está subordinada, explica que o preço real de cada avião é de US$ 30,6 milhões, os US$ 4,3 milhões adicionais dizem respeito aos serviços extras previstos no acordo, como capacitação técnica para manutenção das aeronaves e fabricação de algumas peças e instrução de pilotos. A operação foi negociada pelo ex-secretário de Transportes, Ricardo Jaime, demitido do cargo após denúncias de corrupção e que responde a processo na Justiça. Segundo o jornal, o valor total do contrato é questionado internamente pela companhia porque é mais elevado que outras empresas pagaram pelo mesmo tipo de aeronave.

As suspeitas foram levantadas depois que o ex-presidente da Aerolíneas Argentinas e atual Ministro de Justiça, Julio Alak, disse, no início do ano, durante uma reunião de diretoria, que cada aeronave custaria no máximo US$ 29 milhões, ou seja, US$ 6 milhões a menos que o firmado pelo convênio com a Embraer, segundo o La Nácion.

A presidente Cristina Kirchner anunciou a assinatura do acordo de compra dos 20 aviões da Embraer em 21 de maio deste ano. Os aparelhos serão destinados à companhia aérea Austral, subsidiária da Aerolíneas Argentinas, reestatizada no ano passado. A Aerolíneas e a Austral não compram aviões novos desde 1992. Na época, a presidente Cristina destacou que sua intenção era de "revitalizá-las" com a aquisição de novas aeronaves.

Além da compra de aviões da Embraer, a presidente assinou um entendimento entre a Embraer e o governo argentino para o apoio ao desenvolvimento e capacitação tecnológica da Área Material Córdoba (AMC), a ex-Fábrica Militar de Aviões argentina, em processo de reestatização. O plano é que a AMC, no futuro, forneça serviços e peças para aeronaves da Embraer.

MAIS

Veja as notícia no "La Nacíon":

Sospechan sobreprecios en 20 nuevos aviones de Aerolíneas

Aerolíneas: Alak sostuvo que se lograron "importantes descuentos" en los nuevos aviones


Agora é Oficial: Equador receberá seis Mirage 50EV da Venezuela.

By Vinna com informações do Tele 13 e El universo

Depois de muitas idas e vindas o equador confirmou através de seu presidente Rafael Correa que receberá seis Mirage 50 ex-venezuelanos. O Anuncio se efetivou hoje após a entrega do relatório final encomendado pelo Governo Equatoriano e cujo teor preliminar foi anunciado na última sexta feira.

Por outro lado a cessão das aeronaves tem despertado protestos entre a oposição Equatoriana que tem criticado fortemente o alinhamento e a subordinação do equador aos preceitos bolivarianos de Chávez, uma situação negada pelo presidente equatoriano Rafael Correa.

O Presidente Equatoriano confirmou ainda que segue negociando com a compra de outros caças dentre eles: um lote maior de caças Mirage 50 do Chile, caças Mirage F-1 da Espanha e caças Cheetah da África do Sul. Segundo analistas os caça Cheetah são considerados os favoritos em razão de serem entre as aeronaves sob análise as mais modernas e com menos horas voadas.

Agência europeia quer fabricar pão e cerveja na estação espacial

Fonte: EFE via G1 - Foto: Bill Ingalls (AP/Nasa) - Via Aviation News

Lançamento da nave russa Soyuz está marcado para quarta-feira.

Fundador do Cirque du Soleil é um dos tripulantes.

Pão, cerveja e circo: nave Soyuz (na foto, sendo transportada para a plataforma de lançamento) vai levar o turista espacial Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil, e fermento para a ISS

A Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) enviará nesta semana à Estação Espacial Internacional (ISS) fermento para estudar como o produto se comporta na falta de gravidade e tentar preparar no espaço cerveja e pão. "Queremos realizar a experiência em estado de microgravidade para saber o efeito do crescimento do fermento e conferir também se nestas condições se pode conseguir proteína" explicou hoje Ronnie Willaert, um dos autores do projeto. As mostras de fermento serão enviadas à ISS na nave russa Soyuz TMA-16, que chegará ao laboratório orbital com um cosmonauta russo, um astronauta americano e o turista espacial canadense Guy Laliberté, o fundador do Cirque du Soleil.

Se o experimento der certo, os cientistas poderiam desenvolver tecnologias para produzir no espaço pão e cerveja para os astronautas, disse Willaert, professor de bioengenharia da Universidade Aberta de Bruxelas, na base de Baikonur (Cazaquistão). O cientista detalhou que se trataria de uma cerveja especial, cuja presença de álcool não seria danosa, mas até útil para a saúde dos astronautas."Em princípio, a finalidade da experiência é fabricar alimentos e bebidas em condições de falta de gravidade terrestre, o que seria benéfico para as tripulações da estação espacial", disse o especialista, segundo a agência russa "RIA Novosti". Além disso, os resultados permitirão estudar novas possibilidades para fabricar em terra cerveja e pão de longa conservação.




Nova aeronave de passageiros será fabricada na Rússia

Rússia Hoje, JB Online

REDAÇÃO - O Instituto Central de Aerodinâmica concluiu o ensaio do modelo de aeronave MC-21, que substituirá o Tu-154 e o Iak-42. O futuro da aviação civil regional está relacionado com ele. Conversamos com o diretor do Instituto, o doutor em ciências físicas e matemáticas Serguei Tchernyshev.

Para os ensaios, foi feito um modelo grande de avião?

Foi feito do tamanho necessário para ensaios nesta etapa. A envergadura da asa é de dois metros, e o peso é de cerca de 250 quilos. Precisamos criar um banco de dados das mais diversas especificações do MC-21: aerodinâmicas, de desempenho em vôo, de decolagem e aterrissagem etc. Isto é necessário para projetar toda uma série de sistemas do avião, que deverá ter produção em massa na Rússia.

Agora, estão em andamento trabalhos intensos de detalhamento de seu layout. E o Instiututo tem papel significativo nas questões de aperfeiçoamento da aerodinâmica, da resistência das estruturas e dos sistemas de controle.

Os ensaios foram realizados no tubo transônico T-128. O que foi aperfeiçoado?

Principalmente a configuração aerodinâmica do avião, com nova versão de asa. Ela foi projetada por nossos especialistas, com a participação da principal projetista, a OBK A. S. Iákovliev. É preciso levar em consideração os requisitos estruturais de disposição dos acessórios do avião no interior da asa. Já se pode dizer que as novas abordagens permitiram aprimorar o nível da aerodinâmica do MC-21 em mais de 6%.

Em comparação com o quê?

Com índices análogos de aviões do tipo Túpolev Tu-204 e Airbus A-320. E isto, sem dúvida, é um grande sucesso.

Quais foram os regimes e as cargas propostos?

O tubo aerodinâmico T-128 permite realizar ensaios dos modelos com níveis elevados de pressão de até 4 atmosferas. O modelo MC-21 foi testado em configuração correspondente à de vôo de cruzeiro. O diapasão pesquisado das velocidades e dos ângulos de ataque é mais amplo do que os valores que se encontram em operação normal do avião.

O instituto participa da elaboração das concepções mais elétricas e da concepção elétrica completa do avião. Essas concepções são como uma versão operacional para o MC-21?

Sim, exatamente.

Mas o que significa, em geral, avião elétrico?

Para explicar de forma simples, neste avião, todos os sistemas vão ser controlados não por acessórios hidráulicos pesados, mas com o auxílio de acionamentos elétricos. Segundo opinião de especialistas, isto representa grande passo à frente. Além disso, o MC-21 será constituído em quase 40% de materiais compostos.

Isso proporcionará um peso leve ao avião, grande eficiência aerodinâmica, devido ao aumento do comprimento da asa, e boa resistência com cargas estáticas.

Mas, como dizem os especialistas, os materiais compostos têm também as suas deficiências...

Têm. Em especial, a sua grande fragilidade é a sensibilidade às condições climáticas e a necessidade de permanente monitoramento. Mas as virtudes, de qualquer forma, são em número maior. Não é por acaso que no novo Boeing 787 a participação desses materiais supera os 50%.

Agora, no instituto, está sendo criado o centro de ensaios de estruturas de materiais compostos para aeronaves. Aqui serão testadas todas as estruturas de materiais compostos de aviões civis e militares, inclusive caças de quinta geração.

E quais são os outros mais novos temas de aerodinâmica que estão na ordem do dia dos cientistas?

As pesquisas na área de voo em regimes de operação supercríticos, com ângulos de ataque muito grandes. As chamadas estruturas intelectuais e planadores intelectuais.

O que é isto?

Por exemplo, foi elaborada uma tecnologia de registro de utilização das ideias de adaptabilidade da estrutura. Digamos, a adaptabilidade da asa – fenômeno que acontece em decorrência da deformação. Em geral, esse fenômeno é considerado prejudicial ao avião. Mas aprendemos a utilizar isso em benefício da máquina. Isto é, na deformação da estrutura, os parâmetros do avião não pioram, e pode ser que até melhorem. Agora estamos aplicando amplamente a ideia de adaptabilidade.

E quando poderá ser concluído o projeto do avião elétrico?

O avião MC-21 deve entrar no mercado em 2015. Isto é, nessa oportunidade será realizada a concepção do avião elétrico incompleto, e o avião mais elétrico – a máxima quantidade de acionamentos e acessórios do MC-21 – vai funcionar a partir de sinais elétricos. E o avião completamente elétrico é uma verdadeira revolução. Essa é uma geração de aviões que virá depois do MC-21.

Os cientistas trocam opiniões sobre se, no futuro, esta máquina pode se constituir em concorrente para aviões análogos estrangeiros?

Sem dúvida. Na área da aerodinâmica, os aviões russos sempre concorreram com sucesso com os estrangeiros. Foi obtida uma série de resultados fundamentais que servirá de base para a próxima geração de aviões. São resultados também da significativa diminuição do ruído. E são também trabalhos sobre novos sistemas e técnicas de realização dos experimentos.

O último é nosso principal cavalo de batalha. Patenteamos e agora estamos demonstrando na Europa o novo método de medição dos parâmetros de circunfluência que não tem análogos mundiais. Isto é importante para a obtenção de experimentos de qualidade.

Informações

A família do MC-21 inclui três modelos, que se diferenciam pela autonomia de voo.

A versão básica do avião MC-21-200 é destinada ao transporte de passageiros, bagagem e carga, com peso total de até 12.540 quilos para a distância de 4.700 quilômetros.

-

Frases

Audiência

Cotação do Hangar

Mais vistas na última semana

Postagens populares últmos 30 dias

Marcadores

Brasil (1752) USA (1723) Esquema (1427) Defesa Brasil (1367) aviação (1347) Zona de Conflito (1191) tecnologia (1133) sinistro (1103) Geopolitica (937) História (829) Video (760) aviação militar (741) Russia (699) Afeganistão (667) Espaço (658) EMBRAER (584) China (571) Defesa USA (567) OTAN (499) Estratégia (466) Diplomacia (441) ONU (436) Boeing (429) noticia (425) ww2 (410) Espionagem (405) Nuclear (392) AGRESSÃO AO BRASIL (382) Brasil Potência (375) Irã (366) Insólito (364) Libia (356) UNIÃO/Defesa America do Sul (348) Argentina (347) Terrorismo (347) By Vinna (345) Inglaterra (345) Israel (340) Industria Brasil (312) Ciberguerra/Cyber Attacks (301) França (298) opinião (294) Defesa Russia (288) Industria Americana (284) Hoje na História (273) Siria (242) Europa (237) curiosidade (232) NASA (231) direito (219) Segurança Pública (214) Chile (209) Industria Russia (209) Exercícios Militares (202) Evangelho do dia (201) Defesa Irã (200) Lockheed (200) Dassault (197) Alemanha (189) Drone (179) Industria Francesa (178) SAAB (178) Defesa India (171) NSA (164) India (160) Defesa Venezuela (157) Oriente Médio (157) Japão (155) CIA (152) Petrobrás e biocombustivel (149) Coreia do Sul (147) Nova Guerra Fria (138) Front Interno (137) Airbus (136) Arqueologia Militar (132) OVNIs (132) Defesa Chile (126) F1 (126) Defesa Europa - OTAN (122) Sukhoi (122) Defesa China (120) Eixo Bolivariano (120) Ceará (118) Acidente AF 447 (116) Defesa Israel (114) PRISM (114) AVIAÇÃO CEARÁ (113) Africa do Sul (112) Rosoboronexport (112) EADS (110) Coreia do Norte (109) Ucrania (109) Iraque (106) Palestina/Gueto de Gaza (104) Venezuela (104) Turquia (103) Malasia (100) Defesa França (99) Asia (95) Evento (94) Itália (94) Terminator (94) Dissuasão (89) Sovieticos (88) Rolls-Royce (87) Guerra Cambial Mundial (86) Acidente MH370 (85) União Europeia (85) Bolivia (84) Falkland/Malvinas (83) Industria Europeia (83) obituário (83) MiG (80) AVIC (79) Arábia Saudita (78) General Electric (77) Defesa Portugal (76) Industria Chinesa (76) Industria Sueca (76) Defesa Colombia (75) Guerra da Amazônia (74) Saúde (73) Filme (71) Paquistão (70) BRIC (68) Suécia (68) 2014 (66) Africa (66) DARPA (65) Petroleo (64) Espanha (63) Minustah (60) Crime de Guerra (58) Russian Helicopters (58) Portugal (57) Armas Quimicas (55) Canadá (55) Defesa Equador (55) Defesa Iraque (55) Estreito de Ormuz (55) De olho na Imprensa (54) AIEA (52) Elbit (52) HANGAR DO VINNA (52) AEB (51) Mar da China (51) ciência (51) 2012 (50) Colombia (50) Egito (50) Energia (50) Avião (49) BAE Systems (49) Colirio (49) FICHA TECNICA (48) Taiwan (48) Australia (47) Defesa Coréia do Sul (47) Defesa Japão (47) Emirados Árabes (47) Defesa Peru (46) Libano (46) Mali (46) Hawker Beechcraft (45) crimeia (45) Avibrás (44) Stealth (44) Industria Israel (42) Northrop Grumman Corp (42) Vietnã (42) DCNS (41) Defesa Britânica (41) Rio 2016 (41) Helibras (39) Holanda (39) esporte (39) Defesa Paquistão (38) Hindustan Aeronautics (38) MATRIX (38) Industria India (37) Peru (37) ISS (36) Paraguai (36) União Africana (36) Equador (35) Eurocopter (35) Mar do Japão (35) Star Trek (35) Uruguai (35) Finmeccanica (34) Georgia (34) Pioneiro do ar (34) Cuba (33) IAI (33) Industria (33) Industria Iraniana (33) veículo (33) Corrente do Bem (32) Odebrecht (32) Pici Field (32) Suiça (32) AEL (31) Sikorsky (31) Recebi por e-mail (30) Antonov (29) Argélia (29) Defesa Coréia do Norte (29) Iemen (29) Indonésia (29) Qatar (29) digital (29) Aircraft For Sale (28) Cazaquistão (28) Defesa Emirados Árabes (28) Defesa Haiti (28) Industria Italia (27) Mar do Sul da China (27) Nazistas (27) Polonia (27) Biografia (26) Defesa Uruguai (26) Filipinas (26) Defesa Turquia (25) IVECO (25) Angola (24) Defesa Itália (24) Defesa Polonia (24) Denel (24) FAdeA (24) Mexico (24) Narcotrafico (23) Noruega (23) OEA (23) 2013 (22) CATIC (22) Colonialismo (22) Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (22) Defesa Siria (22) Industria Portugal (22) Jordania (22) livro (22) Austrália (21) Defesa Espanha (21) Defesa Georgia (20) HESA/IAIC (20) Industria Alemanha (20) MERCOSUL (20) Romenia (20) Turkish Aerospace (20) Agusta (19) Bombardier (19) Defesa Libano (19) GS Yuasa (19) Tupolev (19) Bell (18) Defesa Indonésia (18) Defesa Paraguai (18) Dinamarca (18) Grécia (18) HESA (18) Industria Espanha (18) Rosocosmos (18) Tailandia (18) Defesa Taiwan (17) McDonnell Douglas (17) OMC (17) teoria dos falcões (17) Belgica (16) CASA (16) Defesa Libia (16) Haiti (16) Ilyushin (16) Industria Inglesa (16) MUSICA (16) Nigeria (16) Omã (16) Sierra Nevada Space Systems (16) Beechcraft (15) Bielorussia (15) Guatemala (15) Honduras (15) KAI (15) Kuwait (15) Mectron (15) OrbiSat (15) PreSal (15) Star Wars (15) Sudão (15) Antartida (14) Bulgaria (14) Cingapura (14) Congo (14) Coréia do Sul (14) Defesa Kuwait (14) Defesa Malasia (14) HUMOR (14) Nova Zelândia (14) Bahrein (13) Defesa Marrocos (13) ESA (13) Fim dos tempos (13) KMW (13) Lei do Abate (13) Raytheon (13) Servia (13) ww1 (13) Colômbia (12) Defesa Suiça (12) Defesa Suécia (12) FBI (12) Kamov (12) Liga Arabe (12) República Tcheca (12) Shenyang Aircraft (12) Sri Lanka (12) Yantar (12) industria Coreia do Sul (12) 2016 (11) Atech (11) Austria (11) Bangladesh (11) CREA (11) Defesa Rep.Dominicana (11) Defesa Romenia (11) Defesa Tailandia (11) Defesa Ucrania (11) Industria Japão (11) Irkut (11) Mitsubishi (11) PAC Kamra (11) SpaceX (11) Thales (11) Unifil (11) Anonymous (10) Croacia (10) El Salvador (10) Finlândia (10) Google (10) Hungria (10) Industria Turquia (10) Mauritania (10) Microsoft (10) Navantia (10) OPEP (10) Pilatus (10) Quirguistão (10) Revolucao do "Tudo Gratis" (10) religião (10) 2015 (9) Aero (9) COMAC (9) Cesna (9) Chad (9) Defesa Jordania (9) Guerra Fria (9) Harbin (9) INACE (9) Inteligencia Artificial (9) Sisfron (9) Somalia (9) Chengdu (8) FAA (8) Gana (8) Industria Argentina (8) MBDA (8) Niger (8) Olimpiada (8) Peninsula Coreana (8) Renault (8) ThyssenKrupp (8) defesa Iêmen (8) ANAC (7) Aero Vodochody (7) Aeroespatiale (7) Armenia (7) Defesa Noruega (7) Defesa Sudão (7) Defesa Vietnã (7) ENAER (7) FMI (7) Férias (7) General Dynamics (7) OGMA (7) OMS (7) Panamá (7) Quenia (7) Republica Theca (7) oceania (7) British Aerospace (6) Brunei (6) Defesa Qatar (6) ELTA Systems (6) Guiana (6) Guiné-Bissau (6) LET (6) Mianmar (6) Pratt Whitney (6) Rep.Dominicana (6) Tribunal de Haia (6) Tunísia (6) Uganda (6) 2018 (5) 2020 (5) ARTICO (5) Aeroeletrônica (5) Artigo (5) Azerbaijão (5) Defesa Namibia (5) Dornier (5) Estonia (5) Europa do Leste (5) Fokker (5) Inbra (5) Lituania (5) MARKETING PESSOAL (5) Nicaragua (5) Print 3D (5) Suriname (5) 2017 (4) 2040 (4) AIE (4) Alianca Pacifico (4) Apple (4) Aquecimento Global (4) Beriev (4) Cabo Verde (4) Colinas do Golã (4) ENGESA (4) Eslovaquia (4) General Eletric (4) Huawei (4) IBM (4) INDRA (4) INPE (4) ISAF (4) Irlanda (4) Islandia (4) Kalashnikov (4) Kaspersky Lab (4) Marrocos (4) Messerschmitt (4) Moçambique (4) Myanmar (4) Namibia (4) Novaer (4) OSK (4) Patria Aviation (4) Pirataria/Tortuga (4) Rekkof Aircraft (4) Resenha (4) Rio+20 (4) Rockwell (4) Rostvertol (4) SIPRI (4) Selex Galileo (4) Senegal (4) Sevmach (4) Sudão do Sul (4) Titanic (4) Yakovlev (4) ZTE (4) armas eletromagnéticas (4) 2030 (3) AGX (3) Air Race (3) Akaer (3) Albânia (3) Avia (3) Bukina Faso (3) Curdistão (3) EMBARGO (3) Eritrea (3) Facebook (3) General Atomics (3) Guinness Book (3) Harpia (3) Helibrás (3) Honda (3) IMBEL (3) MH-17 (3) MIT (3) Mercenarios (3) Neonazistas (3) OAK (3) OAS (3) Oboronprom (3) Opto Eletrônica (3) Qantas (3) Rafael (3) Samsung (3) Sirius (3) Tajiquistão (3) Tecnobit (3) Trinidad e Tobago (3) Turismo (3) Ukrspetsexport (3) VARIG (3) Zimbabwe (3) ilhas Kurilas (3) prosub (3) savis (3) 2003 (2) AIDC (2) ARAMAR (2) ASMAR (2) Agrale (2) Air Tractor (2) Andrade Gutierrez (2) Astrium (2) Bielorrússia (2) Bigelow Aerospace (2) Birmânia (2) Boston Dynamics (2) Botswana (2) BrahMos (2) Britânica (2) CIAC-Corporación de la Indústria Aeronáutica Colombiana (2) COTEMAR (2) Caltech (2) Camarões (2) Camboja (2) Cirrus (2) DROGA (2) DSME (2) De Havilland (2) ENGEPRON (2) El (2) Enstrom (2) Flight Technologies (2) Ford (2) G20 (2) GROB (2) Harris Corporation (2) Hong Kong (2) IACIT (2) INDUMIL (2) IZHMASH (2) Imperialismo (2) Itaipu (2) Iugoslávia (2) Iêmen (2) KAPO (2) Kongsberg (2) Kosovo (2) Laos (2) Launch Services (2) Letonia (2) Liebherr-Aerospace (2) Luxemburgo (2) Maldivas (2) Malta (2) Malásia (2) Marsh Aviation (2) Massacre (2) México (2) Nepal (2) Next Generation Aircraft/Fokker (2) Nissan (2) Obvilion (2) Orbital Technologies (2) PDVSA (2) Queiroz Galvão (2) RSC Energia (2) Robocop (2) Rosvertol (2) Ruag Aerospace (2) Santos Lab (2) Scania (2) Seagate (2) Sevmash (2) Sony (2) Synergy Defense (2) TAP (2) TAP Maintenance and Engineering (2) Tekever (2) Telebras (2) Togo (2) Toshiba (2) Toyota (2) United Shipbuilding Corporation (2) Usbequistão (2) Vaticano (2) Western Digital (2) YPF (2) Yugoimport (2) Zambia (2) comissao da verdade (2) panair (2) xian (2) Índia (2) 1950 (1) 1962 (1) 2011 (1) 2024 (1) 2025 (1) 2032 (1) 2035 (1) 2047 (1) 2050 (1) 2068 (1) ACS Aviation (1) ADCOM Systems (1) ALMA (1) ANATEL (1) AOL (1) ASTRAEA (1) ATE (Advanced Technologies and Engineering) Aerospace (1) ATK (1) Active Space Technologies (1) Aero-Engine Goup Corp (1) Aeromot (1) Aeroscraft (1) Aerotech (1) Araguaia (1) Ares Aeroespacial (1) Atlas Elektronic (1) Aurora Technologies (1) AutoGyro (1) Aviakor (1) Avio Group (1) BLOG (1) BMW (1) BUG (1) Baterias Moura (1) Belarus (1) Benin (1) Beretta (1) Beureau LUTCH (1) BioExplorers (1) Bloom e Voss (1) Burevestnik (1) Burocracia (1) CACMA (1) CAE (1) CAIGA (1) CBC (1) CETEC (1) CTEx (1) Camargo Corrêa (1) Cellebrite (1) Ceska Zbrojovka (1) China Broad Group (1) Chrysler (1) Citasa (1) Complejo Industrial Naval Argentino - CINAR (1) Condor Tecnologias (1) Continental Motors (1) Conviasa (1) Costa Rica (1) Costa do Marfim (1) Cotecmar (1) Curaçao (1) DNA (1) DRS (1) Da Vinci Code (1) Daewoo (1) Daimler (1) Damen Shipyard (1) Dark Web (1) Datsun (1) Dearman Engine Company (1) Democracia (1) Diageo (1) Diamond Aircraft (1) DoniRosset (1) Dropbox (1) Dígitro (1) EASA (1) EIKE (1) ELEB (1) ESO (1) Ecopetrol (1) Enercon GmbH (1) Energomash (1) Engevix (1) Equipaer (1) Eslovenia (1) Estaleiro Atlantico Sul (1) Esterline (1) Esterline Electronics (1) Etiopia (1) Evektor (1) Evolução (1) Fairchild (1) Fassmer (1) Ficantieri (1) Fincantieri (1) Flying Legends (1) Focal Aviation (1) Foxconn (1) Fujitsu (1) GCHQ (1) GM (1) GeneXus (1) General Motors (1) Genetica (1) Global tech (1) Gorizont (1) Grauna Aerospace S.A (1) Guerrilha (1) Guizhou Aviation (1) Gulfstream (1) Hamilton Sundstrand Corporation (1) Heckler e Koch (1) Heinkel (1) Holocausto (1) Hybrid Air Vehicles (1) IAMI (1) INTA (1) Ilhas Samoa (1) Ilhas Seychelles (1) Increase Aviation Service Ltda (1) Inter RAO (1) International Aero Engines (1) Israel Military Industries (1) JDI Holdings (1) Jet Propulsion Laboratory (1) Jiuyuan Hi-Tech (1) KAMAZ (1) Kangnam Corporation (1) Kawasaki (1) Kazan (1) Kazaquistão (1) LIATEC (1) LINKS (1) Lihttp://www.blogger.com/img/blank.gifbano (1) Linux (1) Lituânia (1) Lufthansa Technik (1) Líbia (1) MALAT (1) MDA (1) MPX (1) Martin-Baker (1) Maçonaria (1) Messier-Bugatti-Dowty (1) Milestone Aviation Group (1) Modelismo (1) Moldávia (1) Molgolia (1) Mongolia (1) Motor Sich (1) Motorola (1) Mowag (1) NKAU (1) NPO Saturn (1) NTSB (1) National Rifle Association (1) Near Eart Autonomy (1) Norse Corp (1) OGX (1) OTT Blindados (1) Oddyssey (1) Odessa (1) Ominsys (1) Orbital Corporation (1) Oto Melara (1) PZL Mielec (1) Pacifismo (1) PalTalk (1) Paramount Group (1) Polaris (1) Polônia (1) Porto Rico (1) QinetiQ (1) R2Tech (1) RKF Tecnologia (1) Ralls Corp (1) Reaparelhamento (1) Remington (1) Renova Goup (1) Reshetnev (1) Rontan (1) Rosatom (1) Rossin-Bertin Vorax (1) Rostekhnologii (1) Rotax (1) Rudolph Usinados (1) Sabia-Mar (1) Sagem (1) Saker Aircraft (1) Sale (1) Sanofi (1) Savis Tecnologia (1) Securaplane Technologies (1) Siemens (1) Soko (1) Solar Impulse (1) Space Exploration (1) Spyker (1) Stidd Systems (1) SwampWorks (1) São Tomé e Príncipe (1) TAO (1) TELMEX (1) TIM (1) Tanzania (1) Taser (1) Taurus (1) Telecom Itália (1) Terrafugia (1) Textron (1) Thielert Aircraft Engines (1) Timor Leste (1) Tortura (1) Troller (1) Turcomenistão (1) UEE (1) UNDOF (1) UTVA Aircraft (1) United Aircraft Corporation (1) United Technologies Corporation (UTC) (1) Urban Aeronautics (1) VSMPO-AVISMA (1) Vanguard (1) Vector Aerospace (1) Velika Gorica (1) Virgin Galactic (1) Voronezh (1) WZL-Wojskowe Zaklady Lotnicze (1) Wega (1) World Aeros (1) XMobots (1) Xi'an Aircraft (1) Yahoo (1) Yakhont (1) YouTube; Skype (1) android (1) bullying (1) clonagem (1) eco (1) feganistão (1) fine (1) htc (1) isra (1) racismo (1) rosco (1) whatsapp (1) ww3 (1) x9 (1) África do Sul (1)

Salmo

Meta: Informação Livre e um Blog novo todo dia

Bem vindo, amigo visitante: Procuro atualizar o blog várias vezes por dia e este trabalho solitário é feito pensando em vocês. Financeiramente Não ganho NADA a não ser a amizade de alguns de vocês... ALGUMAS IMAGENS RETIREI DA INTERNET SEM AUTORIA. SE ALGUMA DELAS FOR PROTEGIDA POR DIREITOS AUTORAIS, A VIOLAÇÃO NÃO FOI INTENCIONAL, NESTE CASO, SE NÃO ME FOR AUTORIZADA A EXPOSIÇÃO DA MESMA, A IMAGEM SERÁ RETIRADA DO BLOG, BASTA QUE ENTREM EM CONTATO POR COMENTARIO OU EMAIL.
Vinicius Morais - Vinna

Translate

Pesquisar este blog

Visitas by Google - Since 02/05/2008

Nós no Face...

Facebook

Feed de Notícias

De fato...

“Um dos mais influentes psicanalistas da Inglaterra, autor de dez livros e editor da nova tradução da obra de Sigmund Freud (1856-1939),…
pensadoranonimo.com.br
Hangar do Vinna adicionou 3 novas fotos ao álbum "MIG USAF".

A maior recompensa para o trabalho do homem não é o que ele ganha com isso, mas o que ele se torna com isso.
John Ruskin

A imagem pode conter: texto
A imagem pode conter: céu e avião
A imagem pode conter: céu

Que o serviço melhore...

AEROPORTO PINTO MARTINS - R$ 425 MI
Alemã Fraport é nova concessionária do Aeroporto de Fortaleza

Últimas notícias de futebol, esportes, política, economia, concursos, classificados, empregos, cinema, trânsito em Fortaleza e no Ceará é no Diário do Nordeste. Notícias atualizadas, matérias, reportagens, entrevistas, vídeos e fotos de Fortaleza, Ceará, Nordeste, Brasil e Mundo
diariodonordeste.verdesmares.com.br

Pensando em conseguir de uma só vez todos os ovos de ouro que a galinha poderia lhe dar, ele a matou e a abriu apenas para descobrir que não havia nada dentro dela.
Esopo

bem instrutivo!

Vivendo e aprendendo.

Você sabe a diferença entre Inglaterra, Grã-Bretanha e Reino Unido? Veja aqui
180graus.com
Encontre-nos no Facebook

Videos em Destaque

The Blue Angels - Set to Van Halen's Dreams Top Gun Music Video - "Dreams" by Van Halen

Links de Referência & PARCEIROS


Blog Cavok

Campo de Batalha

Cultura Aeronáutica

Alternativa Car

Fumaça Já!



Noticias Sobre Aviação

DEFESANET


Tecnologia & Defesa


Portal Rudnei Cunha

ANVFEB



Plano Brasil

Geo Política

Defesa Aérea

Estratégia Nacional de Defesa


Defesa BR

Revista ASAS


VAE VICTIS

Segurança & Defesa


Infodefensa

BLOG CONTROLE AÉREO

ANUNCIE - AQUI

archive

Museus