GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quarta-feira, novembro 28, 2012

China imprime mapa com território estendido em passaporte.

By on 28.11.12

Contorno do território da China impresso no novo passaporte do país inclui Taiwan e o todo o Mar da China Meridional. Partes das águas são reivindicadas pelas Filipinas, Vietnã, Taiwan, Brunei e Malásia (Foto: AFP - ao lado)
A China irritou algumas nações vizinhas ao imprimir em seus passaportes um mapa em que contesta o território de todo o Mar da China Meridional e até Taiwan.
O país começou a emitir novas versões de seus passaportes para incluir chips eletrônicos em 15 de maio, mas as críticas surgiram apenas nesta semana.
Dentro dos novos documentos, um contorno do território China impresso no canto superior esquerdo inclui Taiwan e o mar. A mudança destaca a reivindicação de longa data da China ao Mar da China Meridional, em sua totalidade, apesar de partes das águas também serem reivindicadas pelas Filipinas, Vietnã, Taiwan, Brunei e Malásia.
A mudança destaca reivindicação de longa data da China no Mar da China Meridional, em sua totalidade, apesar de partes das águas também são reivindicados pelas Filipinas, Vietnã, Taiwan, Brunei e Malásia.

Mapas oficiais da China incluem Taiwan e o Mar como território chinês há muito tempo, mas o ato de incluir a divisão em seus passaportes poderia ser visto como uma provocação, pois exigiria que outras nações endossassem tacitamente essas reivindicações ao colocar seus selos oficiais nos documentos.

Reação
Tanto o partido do governo como parlamentares da oposição condenaram a inclusão de Taiwan, uma ilha auto-governada que se separou da China depois de uma guerra civil em 1949. Eles disseram que a atitude poderia prejudicar a melhora progressiva da relação que os rivais históricos têm desfrutado desde que Ma Ying-jeou se tornou presidente da zona, há quatro anos e meio.
"Isto é total desconhecimento da realidade e só provoca disputas", disse o Conselho de Assuntos do Continente em Taiwan, a entidade responsável por laços com Pequim. O órgão disse que o governo taiwanês não aceita o mapa.
O secretário de Relações Exteriores das Filipinas Albert del Rosario disse a repórteres em Manila que ele enviou uma nota à embaixada chinesa afirmando que seu país "contesta veementemente" a imagem. Ele disse que as alegações da China incluem uma área que é "parte claramente do território e domínio marítimo das Filipinas".
O governo vietnamita anunciou que também enviou uma nota diplomática para a embaixada da China em Hanói, exigindo que Pequim remova o "conteúdo errôneo" impresso no passaporte.
Resposta chinesa
Em Pequim, o Ministério das Relações Exteriores disse que o novo passaporte foi emitido com base em normas internacionais.
A definição dos "limites do mapa da China no passaporte não são dirigidos contra nenhum país em particular", disse a porta-voz da chancelaria chinesa Hua Chunying nesta quinta-feira (22).
Mas ainda não está claro se e quando a China vai se sentar com pretendentes rivais para redigir tal pacto de não-agressão juridicamente vinculativo.
As Filipinas, Brunei, Malásia e Vietnã devem se reunir para discutir em 12 de dezembro reivindicações no Mar da China Meridional e o papel da China no assunto.

Fonte: G1

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts