GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quarta-feira, novembro 21, 2012

AVIC Wing Loong: o 'Reaper' Chinês com tamanho de 'Predator'

By on 21.11.12
A China apresentará nesta semana um novo modelo de "drone" (avião espião não-tripulado) de baixo custo de fabricação na feira aeronáutica que será aberta na terça-feira na província de Cantão, revelou neste domingo o jornal South China Morning Post. Com o modelo Wing Loong, fabricado pela Corporação de Aviação Industrial Chinesa, o gigante asiático entrará no mercado dos UAV (veículos aéreos não-tripulados, na sigla em inglês) com um preço muito abaixo de seus rivais americanos ou israelenses, os dois únicos países que atualmente contam com essa tecnologia.
Segundo o periódico, o avião tem uma grande semelhança com o MQ-9 Reaper, de fabricação americana, apesar de, quanto ao tamanho, se assemelhar mais ao MQ-1 Predator. O novo UAV espião chinês pesa 1,1 tonelada, mede 9 m de comprimento e 14 m de largura, pode ser usado para operações militares e civis, consegue chegar a uma altitude de 5.300 metros e tem um alcance de 4.000 quilômetros.
Um analista chinês em assuntos de defesa citado pelo South China Morning Post, Wong Dong, considera que o novo drone pode ter "muito êxito" no mercado internacional de armas por seu preço de menos de US$ 1 milhão cada. "À medida que o Wing Loong pode levar dois mísseis ar-terra, além de outras características dos UAV, como o tamanho pequeno e o fato de ser mais silencioso, dúzias de países, sobretudo os do terceiro mundo, terão um grande interesse em comprá-los", afirmou Wong.
Além de novo drone, espera-se que a China apresente na feira uma réplica de seu segundo caça, denominado J-31 e que se parece com o modelo F-35 americano. No evento, também serão exibidos vários foguetes de longo alcance capazes de atacar alvos em um raio de 400 quilômetros.
A China anunciou em setembro que desenvolverá o uso de drones para a vigilância de suas águas territoriais, em um momento de tensões com países vizinhos como Japão, Filipinas e Vietnã pela soberania de vários arquipélagos. O objetivo de Pequim é conseguir monitorar todo o seu litoral com o auxílio dessas aeronaves por volta de 2015.

Fonte: Terra

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts