GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

sexta-feira, fevereiro 22, 2013

Ecranoplanos: nova abordagem do conceito tecnológico

By on 22.2.13
Em maio deste ano, segundo se espera, serão realizados testes de operação de um novo veículo anfíbio, Burevestnik-24 (Petrel-24).







Este aparelho, representante da família de ecranoplanos, já despertou interesse do departamento de transporte marítimo do Ministério dos Transportes da Yakútia. O Burevestnik será testado no rio Lena, na Yakútia, na rota com cerca de 600 quilômetros de comprimento entre as cidades de Yakutsk e Olekminsk. Calcula-se que no futuro os veículos deste tipo – híbridos entre o barco e o avião – vão substituir os atuais Raketas e Meteors, hidrofólios de passageiros que operam em linhas fluviais de alta velocidade da Yakútia. 

Ecranoplanos clássicos vs. ecranoplanos voadores

Estritamente falando, o Burevestnik é um ecranoplano voador. Os aparelhos deste tipo, bem como os ecranoplanos clássicos, movimentam-se sobre superfícies, aproveitando o chamado efeito solo. Mas, à diferença entre os ecranoplanos clássicos e os ecranoplanos voadores é que estes são capazes de se deslocarem a maiores altitudes.
O ecranoplano voador pode operar em dois modos, aos quais se apresentam requisitos diametralmente opostos: para a planação, que aproveita o efeito solo, requerem-se asas largas de perfil específico e fuselagem plana e também larga, enquanto para o voo são indispensáveis asas e fuselagem estreitas. Até agora, ninguém tem conseguido conceber um veículo que possa voar quase como um bom avião e, ao mesmo tempo, possuir qualidades de ecranoplano.

Os pais do Burevestnik procuraram resolver esse conflito, utilizando em seu projeto uma configuração biplana, com as asas inferiores mais largas a fim de assegurar o efeito solo.

Espera-se que graças a essa configuração, o Burevestnik possa voar com igual eficiência sobre as superfícies tanto aquáticas como terrestres.









Com esperança de sucesso

Desde há muito, quase todas as potências mundiais que lideram na área de construção aeronáutica vêm desenvolvendo projetos de ecranoplanos (na União Europeia, por exemplo, chamam-se SES, Surface Effect Ships). No entanto, esses veículos ainda não se utilizam para fins práticos e em serviços permanentes em nenhuma parte. As restrições bastante sérias no que toca aos modos de operação, bem como a pilotagem muito "delicada" ainda não permitem fazer com que os ecranoplanos se convertam em meios de locomoção seguros. Por outro lado, o ecranoplano voador, teoricamente isento das principais deficiências do ecranoplano clássico, pode chegar a ser um veículo mais promissor, embora a pilotagem deste último também não possa ser qualificada como fácil.

Até o presente momento, todos os trabalhos no domínio de desenvolvimento de ecranoplanos, tanto convencionais como voadores, nunca têm ido para além da construção de modelos experimentais à escala completa. Se os designers do Burevestnik conseguirem criar um veículo que possa ser produzido em série, mesmo em edições limitadas, isso será um sucesso comparável ao invento revolucionário de Robert Fulton, considerado o pai da embarcação a vapor. Como se sabe, naves com máquinas a vapor apareceram ainda antes de Fulton, mas foi precisamente ele o autor de um projeto que se tornou requerido devido tanto a suas próprias prestações como ao progresso tecnológico geral que possibilitou organizar a produção em série do engenho inovador. Quão bem sucedidos em semelhante empresa vão ser os criadores do Burevestnik, o tempo dirá.


Fonte: Ilia Kramnik (Rádio Voz da Rússia) - Fotos via http://kulikovo-pole.livejournal.com  - Via Aviation News MAIS
Veja aqui uma incrível matéria sobre Ecranoplanos [em português]
Veja aqui várias fotos e informações do gigantesco Ecranoplano Classe Lun. [em russo]

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts