GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

terça-feira, fevereiro 19, 2013

O soldado coreano que lutou em três exércitos

By on 19.2.13

Quando postei ano passado a respeito do filme coreano “My Way, vimos que o roteiro dizia ser adaptado a partir de uma história real. Embora um tanto fantástica, a história do soldado coreano mostrado na trama é verdadeira sim!

Tirando alguns floreios inseridos no roteiro cinematográfico, houve sim um coreano capturado pelos americanos na Normandia usando uniforme alemão, e seu nome era Yang Kyoungjong.

Kyoungjong tinha 18 de anos de idade em 1938, quando foi convocado para serviço militar no Exército Imperial Japonês – para quem não se recorda, a Península da Coréia era uma colônia japonesa na época.

Enviado para o Exército de Kwantung, aquartelado na Manchúria, Kyoungjong acabou fazendo parte do efetivo japonês que enfrentou as maciças forças soviéticas na Batalha de Khalkhin Gol em 1939. Capturado, ele foi levado de trem até um campo de trabalhos forçados na Sibéria.


Yang Kyoungjong, em uniforme da Wehrmacht, após ser capturado pelos americanos na Normandia.
Após mais de dois anos em cativeiro soviético, Kyoungjong e outros milhares de prisioneiros foram integrados ao Exército Vermelho em 1942, numa época em que Moscou necessitava desesperadamente de potencial humano para enfrentar a ofensiva alemã contra a URSS.

Durante a Terceira Batalha de Kharkov, em março de 1943, o jovem coreano foi capturado pelas vitoriosas tropas alemãs de Erich von Manstein, e levado a um campo de prisioneiros. Quando descobriu-se sua origem coreana (considerada parte do Japão), ele foi integrado a um dos Ostbataillonen, ou “Batalhões do Leste” – unidades de voluntários e conscritos de origem asiática que serviram no Exército Alemão.

Sua unidade foi enviada para a Península de Contentin, na Normandia, nas proximidades da praia Utah, invadida pelos americanos em 6 de junho de 1944. Após sobreviver ao bombardeio aeronaval Aliado e aos combates iniciais contra as posições fortificadas nas praias, Kyoungjong acabou sendo capturado por paraquedistas americanos.

De acordo com o Tenente Robert Brewer, do 506º Regimento da 101ª Divisão Aerotransportada, ninguém conseguia se comunicar com o asiático em uniforme alemão, e logo pensou-se que se tratava de um japonês. Kyoungjong foi então enviado para um campo de prisioneiros na Inglaterra.

Após a guerra, e com sua identidade reconhecida, o soldado coreano de história fantástica emigrou para os Estados Unidos, indo morar no estado de Illinois. Lá, Kyoungjong casou-se com uma americana e teve dois filhos e uma filha. Viveu quietamente, até falecer aos 81 anos de idade em 1992.

Agradeço ao leitor Davis Ortigoza pela dica. - Via Sala de Guerra

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts