GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quinta-feira, março 07, 2013

Novo drone russo:Síntese do know-how MiG & Sukhoi

By on 7.3.13
As companhias russas Sukhoi e MiG, que hoje estão unidas na estrutura da Corporação Aeronáutica Unida (OAK), irão construir um veículo aéreo não-tripulado para a Força Aérea da Rússia, informou aos jornalistas o presidente da OAK, Mikhail Pogosyan. A unificação do potencial dos dois principais construtores deve resultar num aparelho competitivo com elevados parâmetros técnicos.

 
Tomando o Skat como base

No salão aeronáutico MAKS-2007, o construtor MiG apresentou uma maquete em tamanho real do drone de ataque Skat, destinado ao reconhecimento de alvos terrestres e sua destruição com armas de alta precisão.

O aparelho de 10 toneladas, concebido com o esquema de “asa voadora”, pode percorrer uma distância até 4 mil quilômetros. O seu teto máximo é de 12 mil metros. Porém, a situação financeira instável e falta de quadros da MiG travaram consideravelmente a continuação dos trabalhos de desenvolvimento do projeto. 

Foi nessa fase que surgiu a ideia da necessidade de um trabalho de colaboração entre os construtores Mikoyan e Sukhoi para o desenvolvimento desse tipo de aparelho.

Ainda não se sabe como será no final o drone conjunto, mas a participação da MiG no programa e os estudos aprofundados feitos para a concepção do Skat são argumentos que fazem supor que o projeto da MiG será a base de partida.


Um aparelho desse tipo poderá se tornar num elemento importante do poderio militar da Força Aérea Russa. Os VANT (aviões não tripulados) furtivos de ataque, capazes de atingir alvos imediatamente após a sua detecção, poderão ser úteis tanto nos conflitos de baixa intensidade, como em operações militares de grande envergadura. Hoje, esses aparelhos são produzidos pelos EUA e pela União Europeia. Um atraso nesse tipo de projetos poderá ter um efeito negativo na capacidade defensiva da Rússia.

 
E além da Força Aérea?

Os EUA estão neste momento a testar o aparelho não tripulado X-47B que se destina à aviação de convés da Marinha de Guerra. Considerando o papel desempenhado pelos porta-aviões nas Forças Armadas dos EUA, o novo drone de convés está destinado a ser uma das “estrelas” das forças de combate da US Navy.
A Rússia está neste momento a desenvolver um porta-aviões multifuncional. Os representantes do alto comando da marinha já declararam por diversas vezes que os futuros porta-aviões também deverão incluir drones no seu armamento.

Considerando as dimensões do futuro drone de ataque que possa resultar do conceito Skat, a probabilidade de se criar uma versão de convés desse aparelho é bastante elevada.
 
Para quando será a execução do projeto?

O dirigente da Corporação Aeronáutica Unida, Mikhail Pogosyan, declarou que o projeto se encontra em fase de trabalhos de investigação e desenvolvimento. Considerando a experiência já acumulada e a base de partida existente podemos supor que ela se irá prolongar por cerca de dois anos e depois irão ter início os trabalhos de construção experimental. Tendo em conta o potencial conjunto dos dois principais construtores aeronáuticos russos, podemos prever que o VANT russo de ataque irá levantar voo em 2017-2018 e poderá começar a ser fabricado em série até ao fim da década.

Durante este período, o construtor Sukhoi irá terminar a fase principal de finalização e testes do caça de quinta geração T-50. Isso permitirá libertar recursos humanos adicionais que poderão vir a ser associados à criação do avião não tripulado.

Fonte: A Voz da Russia

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts