GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quinta-feira, setembro 19, 2013

DAA SD-10A: Evolução do Missil Ar-Ar Chinês PL-12 resurge em nova versão com componentes russos

By on 19.9.13

A China começou testes do sistema de DAA SD-10A, em que se utiliza novo tipo de armas. O míssil modificado ar-ar PL-12 é o primeiro foguete chinês de apontamento ativo por radar, desenvolvido pela China com a participação de engenheiros russos e a aplicação de componentes russos.

Apontamento ativo por radar significa que o míssil dispõe de um pequeno radar que lhe permita detectar um alvo. O sistema com o míssil PL-12 será um armamento de “nova geração” em comparação com o sistema HQ-16, que já entra em dotação das tropas chinesas. Na opinião de peritos chineses, as características do novo sistema podem ser superiores às do S-350 russo.
Na realidade, as potencialidades do SD-10A podem ser mais modestas. Conceitualmente, o sistema não se parece com o S-350 ou com o europeu Aster-30, para os quais são desenvolvidos mísseis antiaéreos especiais e bastante perfeitos. Um protótipo mais próximo é o sistema de defesa antiaérea norueguês NASAMS, que entrou em dotação ainda nos anos 90 e em que se utilizam mísseis americanos ar-ar AIM-120C.
O sistema modernizado NASAMS II tem um raio de alcance de apenas 25 quilômetros, enquanto o míssil de aviação AIM-120C, lançado a partir do avião, voa mais de 100 quilômetros. É pouco provável que um acelerador montado adicionalmente no míssil possa resolver cardinalmente o problema.
A variante básica de míssil PL-12 pesava apenas 180 kg, ao mesmo tempo que o míssil antiaéreo para o sistema Aster-30 tem um peso de 450 kg. É evidente que para construir um sistema, cujas potencialidades se aproximem do Aster-30, os chineses precisariam de um míssil absolutamente diferente.
Os mísseis de aviação têm ainda outros defeitos devido à vontade de projetistas de diminuir seu peso. Têm cabeças menos potentes e, geralmente, o prazo de armazenamento muito menor em comparação com mísseis antiaéreos. Finalmente, o custo dos mísseis de apontamento ativo por radar é bastante alto. É nomeadamente por causa de limitações orçamentais que o programa de desenvolvimento do sistema de defesa antiaérea com mísseis AIM-120 foi cancelado nos EUA.
Podemos supor que o novo sistema chinês SD-10A não seja destinado para substituir os sistemas HQ-16A, produzidos hoje, sendo principalmente um produto de exportação. Provavelmente, o novo sistema, se entrar em dotação do Exército chinês, será utilizado para resolver tarefas específicas, por exemplo, para reforçar a defesa antiaérea das estruturas sobretudo importantes.
 
 
 

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts