GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

sábado, setembro 14, 2013

EUA e Rússia fazem acordo sobre crise Síria

By on 14.9.13
Os Estados Unidos e a Rússia chegaram a um acordo sobre a crise na Síria, segundo  anunciou neste sábado (14) em Genebra o secretário norte-americano, após três de reuniões com o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.
A Síria terá de entregar em uma semana informação sobre seu arsenal de armas químicas para evitar um ataque, segundo afirmou Kerry. Se a Síria não cumprir os procedimentos para eliminar suas armas químicas, a ameaça de uso de força será incluída em uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, disse Kerry. "Nós temos o compromisso de impor medidas sob o Capítulo 7 do Conselho de Segurança das Nações Unidas", disse.
Inspetores devem chegar na Síria até novembro para fazer uma avaliação do arsenal. Até meados de 2014, todas as armas químicas sírias devem ser destruídas ou removidas.
Em entrevista coletiva ao lado do ministro russo, John Kerry fez um apelo para que o governo de Bashar al-Assad colabore.
"Não pode haver espaço para jogos. Ou qualquer outra coisa que não seja completa aceitação por parte do regime de Assad', disse Kerry.
http://3.bp.blogspot.com/-fSfpk9zSDTU/UiiN4PBFMGI/AAAAAAAAMMA/mFH-HwyasRo/s1600/ataque-siria.jpg
"Nós temos algumas diferenças, mas também trabalhamos juntos em outros assuntos. Nós nunca deixamos de nos falar. Rússia e Estados Unidos cooperaram no caso da Coréia do Norte, cooperaram para reduzir as armas de destruição em massa", afirmou Kerry, sobre a relação dos EUA com a Rússia, durante pronunciamento.
O chanceler russo, por sua vez, afirmou que as reuniões com Kerry transcorreram de maneira "excelente", minuto antes de ambos concederem uma entrevista coletiva conjunta.
Repercussão
O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, saudou neste sábado o acordo alcançado entre Rússia e Estados Unidos sobre o arsenal químico sírio e expressou sua esperança de que isso leve ao fim do "horrível sofrimento" dos sírios, informou seu porta-voz.
Ban tem a "fervorosa esperança" de que o acordo obtido consiga prevenir qualquer uso de armas química e que ajude a pavimentar o caminho para uma solução política que detenha o horrível sofrimento infringido aos sírios", assinalou Vannina Maestracci.
O Reino Unido "saúda" o acordo entre Estados Unidos e Rússia para a eliminação do arsenal de armas químicas sírio, declarou neste sábado o chefe da diplomacia britânica, William Hague, afirmando que a tarefa 'urgente' de aplicar o texto vai começar a partir de agora.
"Conversei com o secretário (de Estado americano John) Kerry. O Reino Unido saúda o acordo Estados Unidos-Rússia sobre as armas químicas na Síria", declarou Hague em seu perfil no Twitter. "Um trabalho urgente de aplicação (do acordo) vai começar agora", acrescentou.
Véspera
Na véspera, a chancelaria russa havia afirmado que Lavrov, Kerry e o enviado diplomático da ONU  para a crise síria, Lakhdar Brahimi, concordaram que só uma solução política poderia acabar com a violência no país em guerra civil.

Do G1


0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts