GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

segunda-feira, outubro 27, 2014

Obama, Putin e Merkel parabenizam Dilma pela vitória

By on 27.10.14
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, cumprimentou a presidente Dilma Rousseff pela sua reeleição conquistada ontem, segundo nota divulgada nesta segunda-feira pelo governo americano. “O Brasil é um parceiro importante para os Estados Unidos e nós estamos comprometidos a continuar a trabalhar com a presidente Rousseff para fortalecer a nossa relação bilateral”, afirma a declaração do secretário de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest. Segundo a nota, Obama espera ligar para Dilma nos próximos dias para felicitá-la pessoalmente e discutir como aumentar a “colaboração para promover a segurança global, a prosperidade e o respeito pelos direitos humanos”.
O presidente americano também pretende conversar sobre como aperfeiçoar “a cooperação bilateral em educação, energia, comércio e outros assuntos de interesse mútuo”.



Os presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, da Rússia, Vladimir Putin, e a chanceler alemã Angela Merkel parabenizaram nesta segunda-feira Dilma Rousseff pela vitória na eleição presidencial brasileira. Segundo o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, no telegrama de felicitação de Obama à presidente reeleita do Brasil, ele qualificou o país como “grande parceiro” para os EUA. “Estamos comprometidos em seguir trabalhando com a presidente Dilma para fortalecer nossa relação bilateral”, afirmou o porta-voz de Obama.
Além disso, Earnest detalhou que o presidente americano espera “nos próximos dias parabenizá-la pessoalmente” por sua vitória nas eleições de ontem e dialogar sobre como aumentar a parceria bilateral em educação, energia e comércio, entre outros assuntos. A relação entre os dois países foi seriamente afetada por causa das revelações do ex-analista da Agência de Segurança Nacional (NSA) americano Edward Snowden, que denunciou que Washington espionou as comunicações pessoais de Dilma Rousseff, assim como de ministros e de empresas nacionais.
Rússia – Putin congratulou Dilma e destacou que a vitória nas urnas é uma prova do respaldo popular a suas políticas, informou o Kremlin. Em seu telegrama, Putin manifestou que “os resultados da votação demonstram que a população apoia a política de Dilma Rousseff que procura o desenvolvimento econômico do país e o fortalecimento de suas posições internacionais”, detalhou o comunicado da presidência russa. O presidente russo avaliou como muito boa a atenção que Dilma presta ao “fortalecimento da associação estratégica russo-brasileira”.
Putin confirmou a disposição da Rússia de continuar o “diálogo construtivo e o trabalho conjunto para aumentar a cooperação bilateral em todos os âmbitos, assim como a interação na ONU, no G20 [grupo dos 20 países mais ricos do mundo], nos Brics [Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul] e em outras estruturas multilaterais”.
Alemanha – A chanceler alemã Angela Merkel, em seu telegrama, também cumprimentou Dilma pela reeleição, manifestando em texto a possibilidade de manter os laços entre os países. “A felicito pela reeleição como presidente do Brasil. Me alegro que possamos continuar nossa cooperação”, escreveu Merkel. A chanceler disse também que Alemanha e Brasil diante de grandes desafios, expressando que está convicta que “apenas juntos e como parceiros, poderemos superá-lo”'.
América do Sul – Neste domingo, pouco depois da confirmação oficial da vitória de Dilma, os presidentes da Venezuela e da Argentina deram felicitações à brasileira. “Vitória de Dilma no Brasil. Vitória do Povo. Vitória de Lula e seu legado. Vitória dos povos da América Latina e do Caribe”, afirmou o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que tem no Brasil um de seus principais aliados políticos.
Cristina Kirchner publicou uma carta aberta à “querida companheira e amiga Dilma” em seu perfil no Facebook. “Esta nova vitória representa um passo a mais rumo à consolidação da nossa Grande Pátria sul-americana, à qual tanto empenho temos dedicado desde nossas funções no governo e da militância de uma vida inteira”, escreveu ela.
Da Veja (Com agências Reuters e EFE)

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts