GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

terça-feira, agosto 11, 2015

5 histórias impressionantes da Segunda Guerra Mundial

By on 11.8.15
Em 2015 são lembrados os 70 anos da Segunda Guerra Mundial. Para recapitular os conflitos, montamos um especial com o resumo das principais batalhas e episódios. No entanto, alguns fatos da guerra escapam da maior parte dos livros de história - e achamos eles tão impressionantes que resolvemos trazê-los para você. Confira:
11 noruegueses destruíram uma base alemã com 3 mil nazistas dentro 
Um pequeno grupo de noruegueses conseguiu instalar explosivos em uma base nazista no Ártico - antes que o lugar pudesse ser usado para a fabricação de armas nucleares.
Durante a operação Gunnerside, em 1943, os aliados deveriam tirar dos alemães o domínio de uma fábrica em Telemark - lá era fabricada água pesada, ingrediente necessário para a fabricação de plutônio. A primeira opção foi mandar 30 soldados britânicos, mas a Gestapo acabou matando todo o grupo. E, claro, isso fez com que os alemães se ligassem que outras tentativas de tomar a fábrica seriam feitas - então os nazistas aumentaram as defesas, colocando minas e mais soldados. Com isso, a única forma de entrar no lugar era passar por uma ponte (vigiada por nazistas) que ficava sobre uma queda de 220 metros. Ou era isso o que os alemães pensavam.
Os 11 noruegueses escalaram a queda e entraram de fininho na fábrica, colocando explosivos lá dentro. O resultado? Sucesso e medalhas para os soldados que, além de detonarem a fábrica, afundaram a embarcação que os alemães estavam usando para transportar a água pesada que eles já tinham fabricado.
O Japão estava criando um 'raio da morte'
Você já ouviu falar de Nikola Tesla, pai da eletricidade que inspirou Thomas Edison. Pois saiba que ele também inspirou japoneses a tentarem criar um 'raio da morte'. Em 1934, Tesla afirmou ter criado algo do gênero - uma arma que poderia acabar com exércitos inteiros. Isso nunca foi provado, mas o governo japonês gastou 1 milhão de yens para tentar construir um. Com o codinome "Project Power", eles conseguiram construir um raio capaz de matar alguém a uma distância de quase um km. E por que isso não foi usado no campo de batalha? Porque o alvo precisaria ficar perfeitamente parado por 10 minutos para que o disparo fosse fatal. E o negócio era uma perfeita geringonça, com um espelho de 22 metros. Não se sabe o que foi feito com o protótipo até hoje.
Hitler impediu que nazistas usassem armas biológicas
É isso mesmo o que você leu. Em 1943, um cientista nazista afirmou que os EUA deveriam ser atacado com 'vários patógenos humanos e animais, além de pestes'. E os caras realmente tinham maneiras de fazer isso - eles haviam entendido como usar o tifo e a cólera, por exemplo, como armas. E os nazistas só não levaram o plano para frente porque Hitler não curtiu a ideia. No início da guerra, havia uma ordem dele afirmando que pesquisas com armas biológicas não deveriam ser feitas. Seus cientistas ignoraram as ordens e, quando mostraram o resultado dos estudos para o 'chefe', ele continuou sem gostar da ideia. Entre as várias teorias sobre os motivos de Hitler estão experiências ruins com armas biológicas que ele presenciou na Primeira Guerra Mundial. 
Um americano e um piloto japonês se uniram para invadir o Havaí
Em 1941, o piloto japonês Shigenori Nishikaichi estava voltando para o Japão após o bombardeio de Pearl Harbor. Mas ele teve um problema técnico com a aeronave e caiu em Niihau, a menor das principais ilhas do Havaí. Lá ele foi bem tratado pelos havaianos que nem sabiam que os EUA estavam em guerra com os japoneses. 
É aí que entra Yoshio Harada, um americano de família japonesa, que foi encarregado de traduzir o que Shigenori dizia. Só que ele fez uma tradução seletiva, deixando de lado a parte de 'bombardeei Pearl Harbor'. 
Eventualmente, os havaianos ficaram sabendo do ataque e o clima ficou pesado. Então Harada roubou algumas armas e 'se alistou' no exército japonês. Ele atacou o guarda responsável por Shigenori e liberou o piloto. Depois fizeram vários reféns e ameaçaram matá-los a não ser que os havaianos recuperassem papéis secretos supostamente roubados do avião de Shigenori. No meio dessa treta, o havaiano Ben Kanahene e sua esposa, Ella, atacaram o piloto e cortaram sua garganta com uma faca. Depois disso, Harada se matou.
Os EUA pensaram em atacar o Japão com morcegos
Via Cracked - Via Galieu

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts