GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quinta-feira, setembro 03, 2015

Isolamento e falta de acesso à internet leva Marinha Britanica a ter dificuldade para recrutar jovens.

By on 3.9.15

A Marinha Real Britânica está enfrentando uma séria dificuldade para conseguir recrutar pessoas mais jovens: elas simplesmente não querem mais ficar sujeitas ao isolamento que é a vida embaixo da água. Ou seja, sem internet ou conexão fácil permanecendo meses 'desconectados' do mundo e das redes sociais. O problema foi revelado na imprensa britância porque a Marinha contratou uma consultoria para ajudar a tentar atrair jovens recrutas. "Há uma desconexão entre as necessidades que aquela carreira exige, a motivação para segui-la e a expectativa e demandas da próxima geração de empregados", afirmou Nick Chaffey, chefe da consultoria, afirmou ao jornal The Sunday Telegraph. 
Dependendo da viagem, os marinheiros podem ficar até 90 dias debaixo da água. Mas há ainda excursões cuja duração total é mais de seis meses. Na Marinha, segundo o Daily Mail, 1,740 marinheiros deixaram os seus postos nos últimos meses -o que representa uma taxa de demissão maior do que a vista no Exército ou na Força Aérea Real (RAF). Segundo Chaffey, está se tornando cada vez mais difícil atrair jovens brilhantes quando se espera deles que façam uma mudança drástica em suas vidas. "Por exemplo, o fato de que se você for um marinheiro, você está trancado em uma lata de estanho debaixo da água sem muita comunicação é muito estranho hoje em dia". 
O problema não é restrito somente à Marinha. De acordo o Daily Mail, é parte de uma tendência mais ampla que tem sido notada em todas as forças armadas que lutam para cumprir as metas de recrutamento. 
A empresa afirma que os jovens agora esperam mais de seus empregadores, mudam de emprego mais frequentemente e procuram um melhor equilíbrio entre vida profissional. Esse pensamento levou a uma desaceleração no recrutamento de soldados, marinheiros e aviadores - o índice de recrutamento ficou até mesmo abaixo do corte proposto pelo governo há três anos, segundo o Daily Mail. Isso, apesar, dos milhões gastos em campanhas, mídias e projetos para atrair os recrutas mais jovens para as Forças Armadas. 

De Epoca

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts