GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

terça-feira, outubro 13, 2015

Investigação da queda do MH17 conclui que avião foi derrubado por míssil de fabricação russa

By on 13.10.15
Relatório final do Conselho de Segurança da Holanda, que investiga a queda do avião da Malaysia Airlines com 298 pessoas a bordo no voo MH17, afirmou, nesta terça-feira (13), que a aeronave foi atingida por um míssil do tipo BUK (de fabricação russa) e explodiu no ar em seguida, em julho de 2014.
O voo saiu de Amsterdã (Holanda) e ia para Kuala Lumpur (Malásia), mas foi derrubado no momento em que sobrevoava a região leste da Ucrânia, de onde o míssil foi disparado, de acordo com Tjibbe Joustra, presidente do conselho holandês. A área estava sob controle de separatistas ucranianos pró-Rússia.
Todos as 298 ocupantes do voo morreram (196 eram de origem holandesa).
Joustra criticou as autoridades ucranianas por não terem fechado o espaço aéreo em um momento de alta tensão na guerra entre os separatistas e as forças militares do governo na região onde o avião caiu.
"Nenhuma das partes envolvidas reconheceu o risco de um conflito armado em solo", disse.


De acordo com o relatório apresentado por ele hoje, "quase todas as operadoras" tiveram voos passando sobre a Ucrânia, em um total de 160 sobre o leste do país após a queda do MH17.
A investigação descartou a possibilidade de uma bomba ter explodido dentro do avião e de um ataque provocado no ar por outra aeronave.
O míssil BUK foi disparado do solo, e fragmentos dele foram encontrados nos corpos dos tripulantes que estavam na cabine. Segundo Joustra, a ogiva atingiu a parte esquerda da cabine, onde foram identificados traços de pintura referentes à de um BUK.
O Conselho de Segurança da Holanda mostrou parte da aeronave reconstruída com os destroços recuperados no local da queda.
As investigações foram iniciadas logo após a queda do MH17, há 15 meses, mas a Holanda só começou a receber os destroços em dezembro de 2014. Alguns deles só puderam ser localizados há duas semanas.
Uma primeira análise das peças sugeria que o avião tinha sido derrubado por um míssil, o que foi possível confirmar na reconstrução da aeronave.
O míssil foi disparado de uma região de 320 km², e os destroços ficaram espalhados em uma área de 50 km².

Do UOL

Saiba mais em: http://www.whathappenedtoflightmh17.com/ 

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts