GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

terça-feira, abril 25, 2017

Triângulo das bermudas do Alasca está intrigando cientistas

By on 25.4.17
O Triângulo dos Bermudas, localizado no oceano Pacífico entre as ilhas de Bermudas, Porto Rico e Fort Lauderdale, na Flórida, já é um velho conhecido dos teóricos da conspiração.




O que pouca gente sabe é que nos confins do Alasca (EUA), também existe uma região semelhante e envolvida em misteriosos desaparecimentos. Conhecido popularmente como Triângulo do Alasca, a região está localizada entre morros de uma paisagem intocada que corta quatro regiões do estado, desde o deserto e fiordes do Sudeste, até a tundra e cordilheiras do Ártico. Os pontos que caracterizam seu “triângulo” estão dispostos entre a faixa de terra de Juneau e Yakutat, no Sudeste, na cordilheira de Barrow, ao Norte, e Anchorage, na região central do estado.

O número de pessoas que já desapareceram ali é consideravelmente alarmante. Até mesmo os índios nativos, que vivem nas proximidades de Juneau, consideram o local intrigante. Segundo eles, um espírito maligno, chamado Kushtaka, proveniente do cruzamento de um homem e uma lontra, é quem captura as pessoas que passam por ali, levando-as para seu reino onde nunca mais serão vistas novamente.

Mito à parte, estima-se que, desde 1988, cerca de 16 mil pessoas tenham desaparecido sem deixar vestígios nesta anômala região, de acordo com informações da Animal Planet. Apenas em 2007, tropas estaduais sinalizaram cerca de 2.833 notificações de pessoas desaparecidas no triângulo. Comparado aos 670 mil habitantes do Alasca, esse número chega a ser maior do que a média geral de desaparecimentos, que é de 4 para 1.000 pessoas.

Ainda, junto a essas notificações, as autoridades supervisionaram uma série de operações de busca e resgaste. Os números de 2007 apontam que foram feitas 42 missões relacionadas a caminhantes que não voltaram, 85 a velejadores que não chegaram a seus destinos e 100 associadas a operadores de máquinas de remover neve que nunca mais foram vistos.
 
O que há por trás desses desaparecimentos?
Um grupo de caçadores de aventuras – chamados Alaska Monsters – tentou responder esse mistério. Sem medo, eles cavalgaram pelas florestas nas escuras noites do Alasca, a fim de rastrearem os “monstros” que acreditam ser responsáveis pelos desaparecimentos. Zona por zona, os exploradores analisaram todo o triângulo do Alasca, abordando todas as potenciais pistas que poderiam ajudar a solucionar esse mistério de longa data.

O episódio do programa foi ao ar em fevereiro de 2016, mas você pode conferi-lo no vídeo (em inglês) abaixo.Neste, o objetivo é analisar o mito do Pé Grande, muito associado aos desaparecimentos ocorridos no Triângulo do Alasca.


Do Jornal da Ciência - [ Animal Planet ] [ Fotos: Reprodução / Animal Planet ]

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts