GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

segunda-feira, janeiro 28, 2013

Soldados franceses e malianos controlam o aeroporto de Tombuctu e Gao

By on 28.1.13
 Os soldados franceses e malianos estão a controlar hoje (segunda-feira), todos os acessos e o aeroporto de Tombuctu, no norte do Mali, no termo duma operação terrestre e aérea levada a cabo à noite, anunciaram fontes militares francesas e malianas, citadas pela AFP.


As forças francesas e africanas controlam a "Boucle do Níger (curva do rio Níger), entre os dois bastiões islamitas de Tombuctu (900 quilómetros a nordeste de Bamako) e Gao (mil e 200 quilómetros a nordeste da capital maliana), anunciou o porta-voz do estado-maior das armas em Paris, o coronel Thierry Burkhard.

Esse controlo foi feito em 48 horas, sublinhou o porta-voz do estado-maior.

Um oficial superior do exército maliano confirmou que o aeroporto de Tombuctu passou hoje (segunda-feira) sob controlo dos soldados franceses e malianos que não encontraram "nenhuma resistência" dos islamitas.  

"Controlamos o aeroporto de Tombuctu. Não encontramos nenhuma resistência. Não há nenhum problema de segurança na cidade", acrescentou a mesma fonte.         

A manobra conjunta das forças francesas da operação Serval e das forças malianas desenrola-se com o apoio das patrulhas de aviões de caça franceses, precisou o coronel Burkhard, a propósito da tomada do controlo do aeroporto.

Fonte: Portal de Angola
 
As forças francesas ocupam o aeroporto e a ponte de Gao, no nordeste do Mali uma das principais cidades do norte do Mali, e reduto do Movimento islâmico para a unicidade e da Jihad na África Ocidental.

A operação implica 3700 soldados franceses numa altura em que as tensões continuam altas.

Tropas estacionadas no Chade e Níger para possível intervenção no Mali estão posicionados Ouallam cerca de cem quilômetros ao norte de Niamey, aproximando-se da fronteira do Mali.

Dados do Acnur estimam em pelo menos 710 mil o número de deslocados internos – pessoas que fugiram das regiões de conflito para outros locais dentro do país – e refugiados – que buscaram abrigo nos países vizinhos.

Fonte: EuroNews

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts