GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

sábado, setembro 14, 2013

Água de Fukushima poderá ser descontaminada e retirada do mar

By on 14.9.13

Consultores americanos da empresa japonesa Tepco, que opera a central nuclear de Fukushima, afirmaram nesta sexta-feira que a água contaminada da usina atômica poderá ser retirada do oceano depois de descontaminada.
A central de Fukushima Daiichi contém 400.000 toneladas de água contaminada com césio, estrôncio, trítio e outras substâncias radioativas no subsolo ou armazenadas em quase mil depósitos improvisados após o acidente de 2011 provocado por um tsunami.
O governo japonês anunciou um plano de emergência para conter o vazamento de água radioativa.
Os especialistas nucleares americanos, contratados como consultores pela Tepco, Lake Barrett e Dale Klein, consideraram que a água não pode permanecer eternamente nos depósitos.
http://2.bp.blogspot.com/-JQD0x_i0Vxo/UgjWsTmeOfI/AAAAAAAAH_Y/6rYnq5Cl598/s1600/fukushima-contamination-pacific-ocean_thumb.jpg
"A água altamente contaminada deve ser tratada e depois o Japão terá que decidir o que fazer, mas, do meu ponto de vista, provavelmente retirá-la do oceano", explicou Barrett.
"A água é um tema de interesse público muito sensível. Com toda razão, as pessoas estão preocupadas. Mas os níveis são tão reduzidos que não deveriam ficar tão preocupados", disse em uma entrevista coletiva.
"Os aspectos que se percebem da água superam amplamente o que realmente acontece do ponto de vista tecnológico, científico ou de engenharia", declarou.
"Penso que, culturalmente, a Tepco e provavelmente outras empresas no Japão querem saber tudo antes de dizer algo. Tentei incentivar a Tepco a ser mais aberta, rápida", completou.
Nesta sexta-feira, por razões desconhecidas, foi detectado novamente vapor sobre o reator 3 da central de Fukushima, segundo a Tepco.
O vapor foi observado pela primeira vez no dia 18 de julho, mas se dissipou e voltou a aparecer várias vezes até o dia 7 de agosto.
Mas na manhã desta sexta-feira, o vapor voltou a ser observado, às 08H00 local (20H00 Brasília), por uma câmera de monitoramento, revelou a Tepco.
Apesar das afirmações do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, de que "a situação está sob controle", diversos incidentes seguem ocorrendo no complexo de Fukushima.
Segundo o vice-presidente da Tepco, Zengo Aizawa, a central nuclear "ainda vive um estado de hospital de campo de batalha".

Do EM

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts