GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

domingo, março 16, 2014

A Aeronave de Reconhecimento Tático TR-3B

By on 16.3.14
Após diversas pesquisas, podemos afirmar que o formato tradicional do disco voador (circular ou oval, arredondado em geral) já se encontra ultrapassado. Os laboratórios militares vêm utilizando um sistema anti-gravitacional chamado Magnetic Flux Field Disruptor (MFD). Basicamente, consiste de uma cápsula de 1m de diâmetro circular, com mercúrio e bário pressurizados a cerca de 70.000 bars e uma potente bobina de Tesla construída ao redor da cápsula, alimentada por um sistema elétrico nuclear gerando pulsos de milhares de ampéres.
De acordo com a circulação do pulso elétrico da bobina, a cápsula metálica e a mistura de metais líquidos em seu interior, passam a girar em uma velocidade incrível, produzindo assim, uma distorção eletromagnética ao seu redor - sintonizada na freqüência inversa da gravidade da Terra, seguindo uma lei de Einstein: todo objeto que gira, distorce a gravidade ao seu redor. Este sistema foi criado no laboratório Lawrence Livermore nos EUA, onde são efetuadas experiências com produção controlada de buracos-negros, anti-matéria, wormholes (buracos de minhoca, chamados “atalhos”no tempo) e distorção do espaço/tempo.
O advento do MFD, criou uma nova concepção para a criação de aeronaves, porque a partir do momento em que não existe mais gravidade ao redor, elimina-se a necessidade da aerodinâmica que, sempre foi um fator limitador para que aeronaves rompam além da tradicional estrutura típica dos aviões atuais.
Assim, além de passar a possuir a capacidade de “deslizar na atmosfera”, passa-se a produzir velocidades impensáveis e manobras até então impossíveis.


FLITAFF: Tecnologia convencional em aeronave discóide

Os discos voadores norte-americanos criados nos anos 50 e 60 como o Avro Car VZ9 (foto abaixo) e o FLITAFF (foto acima) eram perfeitamente discóides, porém estavam presos à propulsão convencional a jato, através de rotores turbo propulsados que aspiravam o ar de cima para baixo em alta velocidade, criando o chamado “efeito Coanda”, que nada mais é que um efeito físico-dinâmico.
Avro Canada VZ-9 Avrocar

O MFD extrapola todas as regras presentes em manobras na atmosfera terrestre e na física convencional. Seu uso prático foi marcado pela curiosa aeronave TR3-B (foto abaixo), de formato triangular equipada com um motor central e 3 motores secundários, localizados em cada vértice do triângulo.

Durante o funcionamento, devido ao aquecimento e as emissões infra-vermelho, ocorre um processo de luminosidade nas suas pontas, ficando ele parecido com uma nave de ficção científica.



Os novos discos voadores baseados na tecnologia MFD seguem a linha de construção em formato triangular, escolhido pelos projetistas por distribuir melhor o fluxo eletromagnético ao redor da fuselagem. Esta propriedade vai acabar de vez com o formato discóide, muito voga nas últimas décadas, mostrando que o “disco voador do futuro” é triangular.



Fotos e videos sobre esta misteriosa aeronave já circulam na internet e tem seus avistamentos mencionados em várias partes do mundo, na maioria das vezes é chamada de UFO e negada pelas autoridades. Veja as fotos abaixo;



Greenville, Carolina do Sul, USA - 19 de Abril,2009









A Aeronave de Reconhecimento Tático TR-3B fez seu primeiro primeiro vôo operacional no início dos anos 90. A plataforma aeroespacial em forma triangular e com propulsão nuclear foi desenvolvido comTop Secret e nomeado como Programa Aurora com SDI e verbas do orçamento, algo em torno de 3 bilhões de Dolare e mais TR-3Bs estavam voando em 1994. O Aurora é o programa de desenvolvimento mais secretos do programa aeroespacial de todos os tempos.
O TR-3B é o veículo mais exótico criado pelo Programa Aurora. É financiado e operacionalmente incumbido pelo Escritório Nacional de Reconhecimento, a NSA e a CIA. O TR-3B triângulo voador não é ficção e foi construído com a tecnologia disponível nos anos 80.

O revestimento exterior do TR-3Bé reativo à estimulação elétrica de Radares e pode mudar reflexividade, absorvência radar, e cor.


Este polímero, quando usado em conjunto com a tecnologia eletrônica do TR-3Bs como o ECCM, pode fazer com que seja detectada como uma aeronave pequena,um cilindro voador, simular a detecção de uma variedade de aeronaves, nenhuma aeronave ou várias aeronaves em vários locais.


Um Anel Circular de Plasma acelerador chamado Disrupter Campo Magnético, envolve o compartimento da tripulação, é rotativa e está muito à frente de qualquer tecnologia que se possa imaginar.


Os Laboratórios Sandia e Livermore desenvolveram a tecnologia de engenharia reversa MFD. Tecnologia com super proteção por parte do governo.


O plasma, com base em mercúrio, é pressurizado a 250.000 atmosferas a uma temperatura de 150 graus Kelvin e acelera a 50.000 rpm para criar um plasma super-condutor e com isso o rompimento gravidade resultante.


A MFD gera um campo magnético vórtice, o que perturba ou neutraliza os efeitos da gravidade sobre a massa dentro de proximidade, por 89 por cento. A Anti-gravidade fornece uma força repulsiva que pode ser usado para a propulsão. O MFD cria uma perturbação do campo gravitacional da Terra sobre a massa dentro do acelerador circular.


A massa do acelerador circular e toda a massa dentro do acelerador, tal como a cápsula da tripulação, aviônicos, sistemas de MFD, combustíveis, sistemas ambientais da tripulação e do reator nuclear são reduzidas em 89%.


Isso faz com que o efeito de tornar o veículo extremamente leve e capaz de superar e passar a perna em qualquer aeronave até hoje construído exceto, é claro os UFOs que não foram construídos pelo homem.


O TR-3B é uma aeronave de grande altitude, stealth, uma plataforma de reconhecimento com um tempo de permanência no ar por tempo indeterminado.

Depois de conseguir isso lá em cima em alta velocidade, não é preciso muito propulsão para manter a altitude.

Há rumores de um novo elemento que atua como um catalisador para o plasma. Com a massa do veículo reduzida em 89% a nave pode viajar a Mach 9, verticalmente ou horizontalmente.


Fontes seguras dizem que o desempenho é limitado apenas as tensões que os pilotos humanos podem suportar. Que é muito, considerando-se conjuntamente com a redução de 89% em massa, as forças G também são reduzidos em 89%.


A propulsão TR-3Bs é fornecido por 3 propulsores multimodo montado em cada canto inferior da plataforma triangular.Os motores são supostamente construído pela Rockwell.


O TR-3 é um sub-Mach 9 veículo até que ele atinja altitudes acima de 120.000 pés, então Deus sabe o quão rápido ele pode ir!


Muitos avistamentos reportados pelo mundo hoje são atribuidos a UFOS (OVNIS) quando na verdade é o projeto TOP SECRET TR-3B

A NSA, NRO, CIA e USAF ficam jogando com os nomes das aeronaves, iniciou com a criação do TR-3, modificado para o TR-3A, o TR-3B, e o Teir 2, 3 e 4 com sufixos mais ou menos adicionados para confundir ainda mais o facto de que cada um destes designadores é uma aeronave diferente e não o veículo aeroespacial.
Finalizando, existem veículos Tripulados e não Tripulados que serão utilizados de acordo com a complexidade da operação a ser designada a eles.


O TR-3 é um sub-Mach 9 veículo até que ele atinja altitudes acima de 120.000 pés, então Deus sabe o quão rápido ele pode ir!

Muitos avistamentos reportados pelo mundo hoje são atribuidos a UFOS (OVNIS) quando na verdade é o projeto TOP SECRET TR-3B

A NSA, NRO, CIA e USAF ficam jogando com os nomes das aeronaves, iniciou com a criação do TR-3, modificado para o TR-3A, o TR-3B, e o Teir 2, 3 e 4 com sufixos mais ou menos adicionados para confundir ainda mais o facto de que cada um destes designadores é uma aeronave diferente e não o veículo aeroespacial.
Finalizando, existem veículos Tripulados e não Tripulados que serão utilizados de acordo com a complexidade da operação a ser designada a eles.
 

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts