GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

segunda-feira, julho 23, 2012

Forças do governo sírio tentam retomar duas maiores cidades

By on 23.7.12
As duas maiores cidades da Síria, a capital Damasco e a cidade de Aleppo, foram atingidas por combates violentos neste domingo, com as forças do governo tentando retomar o controle de áreas rebeldes.

A quarta divisão de elite do Exército, com o apoio de helicópteros, lançou um ataque no bairro de Barzeh, nordeste de Damasco. Soldados também foram enviados para o oeste, no bairro de Mezzeh.

A televisão estatal da Síria mostrou imagens de destruição em Damasco incluindo corpos espalhados pelas ruas que a emissora afirma ser de terroristas mortos nos combates.

O correspondente da BBC em Damasco Jim Muir informou que as forças do governo parecem decididas a expulsar completamente os rebeldes do Exército Livre da Síria (ELS) de Damasco e estão tentando isto com ataques sistemáticos.

Depois de retomar um bairro perto do centro e outro na parte nordeste da cidade, o soldados agora concentram os ataques em Mezzeh e Barzeh, segundo Muir.

O ataque contra Barzeh realizado pela quarta divisão de elite do Exército, comandada pelo Maher al-Assad, irmão do presidente Bashar al-Assad, fez com que os moradores fugissem do bairro, segundo informações do Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

Helicópteros dispararam foguetes e atiradores ocuparam os telhados de prédios e casas, afirmou o diretor do grupo, Rami Abdul Rahman, à agência de notícias AFP.
O correspondente da BBC afirma ainda que os rebeldes, que carregam apenas armas leves, não conseguem superar o grande poder de fogo das forças do governo, que também estão em um número superior aos rebeldes.

Aleppo

Os combates continuaram neste domingo, pelo terceiro dia, na segunda maior cidade da Síria, Aleppo.

Ativistas que estão na cidade informaram que ocorreram mais choques durante a noite e na manhã de domingo entre o Exército Livre da Síria e as forças de segurança do governo.
Um prédio no bairro de Saif al-Dawla teria desabado devido aos disparos de tanques.

Moradores de Aleppo disseram à agência de notícias Reuters que os rebeldes estão lutando contra as forças do governo perto dos escritórios da agência secreta síria, no centro da cidade.

Mohammed Saeed, ativista baseado em Aleppo, afirmou que os rebeldes ainda tem o controle de dois bairros na região central, mas a cidade "está testemunhando batalhas violentas nas ruas" e também choques no caminho para o aeroporto.

O canal estatal de televisão afirmou que os soldados sírios estão apenas caçando "terroristas".

Vídeos e números

O comandante do Exercito Lívre da Síria em Aleppo, coronel Abdul Jabar Mohammed Aqidi, prometeu liberar a cidade.

Em um vídeo postado na internet, Aqidi pediu a deserção dos soldados do governo para que eles se juntem aos rebeldes.

O presidente Bashar al-Assad, por sua vez, foi mostrado neste domingo pela televisão estatal recebendo o novo comandante das Forças Armadas, general Ali Abdullah Ayub e dando a ele instruções para combater os rebeldes.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, organização baseada na Grã-Bretanha, divulgou que pelo menos 19.106 pessoas foram mortas na Síria desde o início da rebelião em março de 2011.

Entre os mortos estão 13.296 civis, incluindo os que se juntaram aos rebeldes.

A ONU informou em maio que pelo menos 10 mil pessoas tinham sido mortas desde março de 2011. Em junho, o governo sírio afirmou que 6.947 sírios tinham morrido, incluindo pelo menos 3.211 civis e 2.566 funcionários das forças de segurança.

Fonte: UOL/BOL

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts