GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quinta-feira, janeiro 10, 2013

Porta-aviões espanhol “Príncipe de Asturias” a caminho do desmanche

By on 10.1.13
O porta-aviões espanhol “Príncipe de Asturias” parece ter chegado ao fim dos seus dias. O Chefe de Estado Maior da Armada da Espanha fixou já para “finais de janeiro ou início de fevereiro” o deslocamento do navio de guerra de Cádiz para Ferrol, onde irá ser aberto para visitação e previsivelmente posterior desmantelamento.
Na cerimônia de desativação do navio de reabastecimento “Cantabria“, o Almirante Muñoz-Delgado informou que o “Príncipe de Asturias” se encontra em fase de “disponibilidade restringida”, estando para ser retirados todos os equipamentos que não são necessários para navegação.
A despedida oficial será realizada em Rota, e após, o navio seguirá finalmente para Ferrol, para a segunda fase de desmantelamento.

Apesar de não ter ainda havido manifestações de interesse pelo navio, a Armada espera que tal ocorra, tendo o comprador que assumir os custos inerentes ao processo de desmantelamento.
O porta-aviões Príncipe de Asturias tinha uma capacidade máxima de 29 aeronaves e foi ativado no dia 30 de maio de 1988. Após 24 anos no serviço da Marinha espanhola, será retirado por razões orçamentais, uma vez que a sua remodelação custaria ao Estado espanhol cerca de 100 milhões de Euros, quantia inviável em época de cortes orçamentais.
Apesar de ficar sem porta-aviões, a Espanha mantém ainda na ativo o porta-helicópteros Juan Carlos I, capaz também de operar aeronaves de asa fixa de pouso vertical (STOVL) e navios anfíbios da classe Galicia, capazes de transportar e operar vários helicópteros.
Fonte: Europress -  Pássaro de Ferro - via: Cavok

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts